PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Anfavea prevê crescimento de 11,4% nas vendas de veículos em 2019

Resultado positivo de 14,6% ano passado foi superior à expectativa da entidade

A Anfavea, associação dos fabricantes de veículos do país, divulgou nesta terça-feira (8) os resultados da indústria automotiva nacional em evento realizado em São Paulo (SP). De acordo com o a entidade, foram vendidos 2.566.433 automóveis e comerciais leves no ano passado, ou seja, um acréscimo de 14,6% sobre os 2.239.682 de 2017. O número é maior do que o previsto pela associação em janeiro de 2018, quando a expectativa era de 13,7% de crescimento. Para este ano, a aposta das fabricantes é a de verificarmos um incremento de 11,4%, o que significariam cerca de 2,9 milhões de veículos comercializados. 

O resultado de produção de veículos em 2018 foi de 2.880.724, aumento de 6,7% sobre 2017. Esperava-se que este número alcançaria a casa das 3 milhões de unidades, porém o desempenho ruim das exportações acabou puxando este índice para baixo. Devido a um arrefecimento da demanda mexicana e a crise do mercado argentino (principais importadores da indústria automobilística nacional), as exportações encerraram ano passado com uma queda de -17,9% (629.175 unidades exportadas ante a 766.013 em 2017). O crescimento do mercado interno deve fazer com que batemos esta meta em produção este ano, porém, a Anfavea ainda se prepara para mais um ano difícil na Argentina, que deve comercializar 100 mil veículos a menos este ano, mantendo o resultado das exportações brasileiras em 2019 negativo (projeção de -6,2%). 

De acordo com Antonio Megale, atual presidente da associação, a "oferta de crédito e a aprovação de reformas, como a da Previdência, e outras microrreformas econômicas" são os motivos para o otimismo em relação ao bom desempenho de vendas deste ano. Em outra vertente, a consolidação do Rota 2030 também gera confiança para a indústria. Baseado em três pilares de atuação, conforme explicou Megale, o conjunto de medidas ainda a serem definidas em portarias legislativas cobrirá incentivos à eficiência energécia e ampliação de segurança veicular (como a obrigatoriedade do controle eletrônico de estabilidade em carros novos), pesquisa e desenvolvimento e produção nacional de autopeças.  

Compartilhar

Notícias Recentes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

  • Hatchback

  • Sedã

  • SUV/Crossover

  • Picape

  • SW/Perua

  • Van/Minivan

  • Cupê

  • Conversível

  • Hibrido/Elétrico

  • Luxo

PUBLICIDADE