PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Audi retoma a produção do Q3 no Paraná após dois anos

Q3 e Q3 Sportback chegam desmontados e são finalizados no país para pagar menos imposto

Após um intervalo de quase dois anos, a Audi volta a produzir carros no Brasil. A marca alemã investiu R$ 100 milhões para a atualização da fábrica em São José dos Pinhais (PR) – cuja linha é compartilhada com a Volkswagen – e começou a montar os SUVs Q3 e Q3 Sportback.

Embora os SUVs tenham registro e numeração de chassi nacionais, os modelos chegam da Hungria praticamente montados (processo SKD – Semi Knocked-Down). Os veículos são finalizados por cerca de 200 funcionários.

Os carros chegam pelo Porto de Paranaguá (PR) já com a carroceria e a cabine montadas. Na fábrica, recebem a gravação da numeração do chassi, entre outras identificações. Em seguida, são instalados o motor, o câmbio, o diferencial traseiro e as suspensões. Por fim, são adicionados os fluidos e lubrificantes.

Os modelos Q3 e Q3 Sportback escolhidos para a retomada das operações da Audi em São José dos Pinhais são equipados com o motor EA888 2.0 turbo com injeção direta a gasolina, que gera 231 cv de potência e 35 kgfm de torque, combinado ao câmbio Tiptronic automático de oito marchas e ao sistema de tração integral quattro.

Segundo a Audi, a capacidade produtiva é de quatro mil veículos por ano, em dois turnos, mas apenas 1.500 Q3 e Q3 Sportback serão montados no Paraná em 2022. Todos os carros serão destinados, inicialmente, ao mercado interno.

Carros desmontados pagam menos imposto

Além de gerar empregos, a Audi cumpre o compromisso formalizado com o governo paranaense de produzir veículos no estado até 2030 e aproveita as instalações, que receberam investimentos de R$ 446 milhões desde a implantação do Inovar-Auto, em 2012.

Em vez de pagar a alíquota de 35% de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) de importação cobrados para um carro que chega ao país já montado, os modelos da Audi pagam 18% pelos componentes. De acordo com a marca alemã, nenhuma peça dos carros é nacional.

Apesar do desconto no tributo de importação, os carros não terão reajuste de preço. A Audi diz que os valores de lançamento (a partir de R$ 273.990) já foram definidos com base no cálculo que inclui o imposto das unidades nacionais.

Histórico da produção local

Fábrica da Volkswagen e Audi em São José dos Pinhais (PR)

A história de fabricação nacional da Audi no Brasil teve início em 1999 com a inauguração da unidade de São José dos Pinhais, no Paraná, onde foram produzidos os Audi A3 de primeira geração nacionais até 2006. Em 2012 o governo brasileiro instituiu o Inovar-Auto, Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores, e com ele a Audi do Brasil decidiu produzir no país novamente. Para concretizar a decisão, a empresa investiu cerca de 150 milhões de euros, valor próximo de R$ 446 milhões à época, na unidade paranaense.

A produção teve início em 2015 com o A3 Sedan e, em 2016, passou a produzir também o Q3. A fabricação do SUV seguiu até 2019, com o fim do ciclo de vida da geração anterior, enquanto o A3 Sedan foi fabricado até 2020, também com o fim do ciclo de vida da geração. Após um hiato de pouco mais de um ano, entre fim de 2020 e meados de 2022, a Audi voltará a montar dois modelos na fábrica do Paraná: os novos Audi Q3 e Audi Q3 Sportback.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro