PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Bugatti Divo estreia com suas 40 unidades vendidas. A € 5 milhões cada uma

Teoricamente mais leve e com 90 kg a mais de sustentação negativa que o Chiron, o Divo foi feito para as curvas

A Lamborghini usa nomes de touros para batizar seus automóveis. A Bugatti moderna tem apelado para os nomes dos pilotos comandados pelo fundador da marca para dar nome aos seus. E o escolhido mais recente foi Albert Divo, um corredor francês que venceu a Targa Florio duas vezes com veículos da Bugatti no final dos anos 1920. Como essa prova era disputada em um circuito de montanha, cheio de curvas, o Bugatti Divo é especializado exatamente nelas. Só 40 unidades do modelo serão fabricadas. E todas foram vendidas. Pela bagatela de € 5 milhões a peça. O Bugatti Chiron, no qual ele se baseia, custa a metade: € 2,4 milhões.

Além de uma aparência diferente em relação à do Chiron, especialmente devido aos novos recursos aerodinâmicos do hipercarro, o Divo seria 35 kg mais leve do que o Chiron. Estranhamente, porém, o peso informado na ficha técnica é exatamente o mesmo do Chiron: 1.995 kg. Diz a Bugatti que a redução foi obtida com um desenho pensado para a redução de peso, mas que o peso "DIN Empty" do Chiron e do Divo são os mesmos. Queremos entender o que a empresa quer dizer com "DIN Empty". Pela lógica, o Divo pesaria, na verdade, 1.960 kg. O que, diante de suas duas toneladas, é quase nada.

Com 4,64 m de comprimento, o Divo é 10 cm mais longo que o Chiron. Ele também é 2 cm mais estreito (2,02 m, contra 2,04 m), sendo as demais medidas, a altura e o entre-eixos, exatamente iguais nos dois modelos: respectivamente 1,21 m e 2,71 m. O motor W16 de 8 litros e 1.500 cv a 6.700 rpm e 163,2 kgfm de 2.000 rpm a 6.000 rpm é exatamente o mesmo nos dois, assim como o câmbio automatizado de dupla embreagem e 7 marchas. O Divo, porém, tem sua velocidade máxima limitada a 380 km/h. Sua capacidade de aceleração lateral é de 1,6 G, contra 1,5 G do Chiron.

Bugatti Divo

A pergunta que fica é: vale a pena pagar o dobro do preço do carro mais caro do mundo por um que faz o teste do skid pad com 0,1 G a mais de vantagem? Nenhum dos 40 compradores do modelo deve ter se perguntado sobre isso. Eles provavelmente vêm o Divo mais como investimento, por sua raridade, do que como um prodígio técnico. Talvez só quisessem um Chiron mais bonito, ainda que pudessem comprar dois deles e mandar modificar um na Pininfarina, como Jim Glickenhaus fez com seu Ferrari Enzo para criar a P4/5.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro