Fechar

Meus Carros

Comparações salvas

Nenhuma comparação salva

Nenhum carro recente

PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

O que é e como evitar o "aquaplaning", a aquaplanagem

Em épocas de chuva, o aquaplaning é um fenômeno comum e difícil de evitar. Para estes casos, o melhor é estar atento e saber como agir


Quando se dirige em piso molhado, especialmente comum do final do ano a abril do ano seguinte, qualquer pneu atua da mesma forma: retira, por meio do escoamento, a água que está no seu caminho para conseguir a melhor aderência possível. No entanto, essa capacidade do pneu é limitada. Quando existe água em excesso, o escoamento se torna impossível, deixando de existir contato da borracha com o piso. É aí que acontece o aquaplaning, também chamado de aquaplanagem.

O que é o aquaplaning?

Sabe quando você passa sobre um grande lençol de água e o carro parece flutuar, ficando à deriva mesmo que você tente controlá-lo? Esse fenômeno é o aquaplaning e, enquanto dura, ele impede que você controle o carro. Do mesmo modo que quando as rodas da frente travam em uma frenagem, algo que o sistema ABS evita que aconteça. Infelizmente, não há nenhum dispositivo eletrônico que impeça a aquaplanagem. E seu resultado é tão mais grave quanto maior for a velocidade. A velocidades muito reduzidas, aliás, a probabilidade é que a aquaplanagem nem aconteça.

Como evitar o aquaplaning?

Muitas pessoas dirigem exatamente da mesma forma sob chuva ou sol. O que é um tremendo erro. Em condições diferentes, é necessário adaptar o modo de dirigir. Existem várias dicas para privilegiar uma condução mais segura, mas, com chuva, esqueça o limite máximo e reduza a velocidade, mesmo que pareça que ainda há pouca água na estrada. Tenha em mente que as primeiras chuvas, mesmo as finas, podem não ser suficientes para criar lençóis, mas entram em todas as frestas do asfalto e trazem resquícios de óleo e de poeira que transformam o piso em uma verdadeira "manteiga".

Verifique os pneus do seu carro

Os pneus são provavelmente o elemento mais exposto a maus-tratos de todo o automóvel. E também são o ponto de contato dele com o solo. Em outras palavras, o que faz você rodar em segurança. Por isso, certifique-se de que a banda de rodagem está em bom estado, com a profundidade mínima exigida, e que a pressão está correta. Menor profundidade dos sulcos e pressão abaixo da recomendada podem estar na origem de uma aquaplanagem, o que vai, no mínimo, lhe render um susto daqueles!

Circule com os faróis acesos

Se isso já não fosse lei nas estradas brasileiras, seria uma recomendação de segurança. Dias escuros podem nos levar a cair em verdadeiras ratoeiras. Tenha cuidado com o estado das luzes. Além de ser outro motivo para multas, elas podem ser uma preciosa ajuda, permitindo ver um lençol de água a tempo de tirar o pé do acelerador e de reduzir a velocidade com que se passa por ele.

Mantenha distância de outros carros sob a chuva

Andar muito perto de outros carros sob chuva é quase um atestado de burrice. Não seja esse cara. Se você tiver o azar de aquaplanar, a chance de bater em alguém próximo é muito alta, já que você perderá o controle completamente. Mantenha uma distância razoável de outros veículos, especialmente em trechos que permitam velocidades mais altas.

Se aquaplanar, tente manter a calma

Assim que o carro perde o contato com o piso, não há nada que possa fazer para dominar o veículo. E é até pior tentar. Por conta disso, tire de imediato o pé do acelerador e desengate o carro: as rodas livres recuperarão mais depressa a aderência. Em determinadas situações, e sem tocar nos freios, tente apontar o carro para o acostamento.

Pare antes de retomar a viagem

Conseguiu sair ileso de uma situação de aquaplanagem? Então, permita-se recuperar o fôlego. Descanse. E teste os freios antes de voltar à estrada.

Compartilhar

Notícias Recentes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

  • Hatchback

  • Sedã

  • SUV/Crossover

  • Picape

  • SW/Perua

  • Van/Minivan

  • Cupê

  • Conversível

PUBLICIDADE