PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

Como saber se o hodômetro do carro foi adulterado?

Nos usados, baixa quilometragem é argumento de venda. Siga nossas dicas para escapar de "rejuvenescimentos artificiais"

Com o enorme desenvolvimento tecnológico dos automóveis, talvez se tenha a impressão de que é mais fácil impedir a manipulação do hodômetro. Mas o que acontece é precisamente o oposto. A adulteração de sistemas digitais é ainda mais fácil do que a dos antigos analógicos. Em muitos casos, basta ligar diretamente um computador à centralina do motor com o aplicativo certo… Por este motivo, é quase impossível detectar a manipulação, mas há maneiras de saber que você está diante de uma fraude. Fique atento e escape da cilada com as nossas dicas.

Se é bom demais para ser verdade, normalmente não é

Alterar a quilometragem no painel de instrumentos de qualquer automóvel é tarefa fácil e ao alcance de qualquer vendedor mal-intencionado. Portanto, é altamente recomendável ter especial atenção às ofertas irresistíveis se quiser comprar um carro usado. É exatamente como diz o ditado popular: "Quando a esmola é grande…"

Depois, em caso de dúvidas sobre a quilometragem real do automóvel, convém pedir a opinião de técnicos, mecânicos ou inclusive do fabricante. Dá para mudar o hodômetro, mas a informação da quilometragem real do carro nunca pode ser apagada. Uma visita à concessionária já mostra a quilometragem real do veículo a não ser que o motor tenha sido trocado. Essa é a melhor forma de afirmar com toda a certeza se o hodômetro foi ou não adulterado. Contudo, na impossibilidade de poder contar com este tipo de ajuda mais especializada, vale ficar atento à mecânica do veículo. Todos os componentes do automóvel contam parte da sua história e poderão fornecer pistas importantes sobre possíveis "mexidas" no hodômetro.

Desgaste interior

O desgaste de volante, pedais e estofos são um claro indicador da idade e da utilização do veículo. Pode confiar que nenhum destes elementos apresenta sinais de desgaste exagerado nos primeiros 60.000 quilômetros de vida. E há "pistas" infalíveis: um automóvel certamente já ultrapassou os 100.000 quilômetros se os pedais do acelerador, do freio ou da embreagem apresentarem a borracha muito desgastada, até com a parte metálica já aparente…

Estado exterior

No exterior, o estado de faróis e lanternas, com riscos e embaçamento das lentes, a aparência da zona frontal do capô e do para-brisas, com arranhões e lascadas, tal como a pintura desgastada denunciam idade avançada do veículo – certamente não menos de 100.000 quilômetros.

Por outro lado, tenha atenção a peças novas ou em muito bom estado de conservação. Muitas vezes, automóveis usados à venda podem ter peças novas colocadas com o único propósito de disfarçar a idade avançada. Questione o vendedor se as encontrar.

Documentação

Carros revisados em concessionárias são mais valorizados porque têm um controle muito fiel de suas quilometragens. Confira o manual de revisões: verifique se ele está devidamente carimbado, se as datas das revisões estão corretas e se não faltam páginas. Rasuras também são mau sinal.

Se o carro foi revisado em concessionária e apresenta algum destes problemas, evite-o. Essas informações podem não estar lá precisamente para esconder a trapaça. Uma dica: havendo a possibilidade, compare o número de quilômetros rodados depois da última revisão com a quilometragem média registrada entre revisões anteriores. Se nos intervalos anteriores o automóvel andava muitos quilômetros e depois da última revisão não cumpriu nem perto dessa média, desconfie.

Prevenir para não remediar

Tomar os devidos cuidados para não ter um carro com quilometragem "tombada" é o melhor modo de evitar problemas. Até é possível entrar com processo se for possível provar que o veículo teve sua quilometragem adulterada, o que constitui fraude, mas é um processo longo e que, diante da morosidade da Justiça brasileira, tende a se arrastar por ainda mais tempo, com grandes chances de nunca se resolver da maneira adequada. Lembre-se de não se deixar seduzir e de só fazer negócio com empresas e pessoas idôneas.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro