PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Suíça Elextra promete um "motor elétrico revolucionário" para 2020

Motor equipará o sedã destas imagens, ainda sem nome, mas capaz de rodar 600 km a uma média de 100 km/h

Quando dizemos que o Brasil finalmente poderia ter uma fabricante nacional de automóveis com o advento dos modelos elétricos, há diversos elementos que corroboram. O principal é o sucesso da Tesla, que já vendeu mais de 300 mil veículos em todo o mundo, mas há também os exemplos da chinesa Nio, da HK, de Hong Kong, da Rimac, e, aqui no Brasil, da Mobilis e da Electro, ambas ainda engatinhando. Enquanto o país conjectura se estimula ou não a produção destes veículos com o Rota 2030, nascem várias novas empresas com foco em uma mobilidade mais limpa. O exemplo mais recente disso é a suíça Elextra, que promete não apenas um novo carro elétrico, mas um com "motor elétrico revolucionário". Para 2020.

Ainda que não entre em detalhes sobre o que faria de seu novo motor algo revolucionário, a Elextra dá uma série de dicas sobre o que ele envolve. Ela diz, por exemplo, que o novo motor pode ter metade do tamanho de um motor elétrico atual e, mesmo assim, ter a mesma potência. Outra característica do novo motor elétrico é que ele não precisaria ter um sistema adicional de refrigeração, que deixa tudo mais pesado. E que não sofreria com superaquecimento, o que permitiria várias acelerações fortes em intervalos curtos de tempo e velocidades altas de cruzeiro. Para situar o leitor em relação a isso, a empresa diz que o carro pode acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 2,3 segundos e atingir a máxima, limitada eletronicamente, de 250 km/h. Suficiente para não passar vergonha nas autobahnen alemãs.

Elextra

Quando finalmente for apresentado como protótipo, em 2020, o modelo terá dois motores, um para cada eixo, 680 cv e terá uma autonomia de 600 km rodando a 100 km/h constantes. Números impressionantes para um carro com quatro portas (as dianteiras do tipo borboleta e as traseiras suicidas), que terá apenas 150 unidades, será desenhado na Suíça, desenvolvido em Munique e construído em Stuttgart. Ainda tem muito chão até 2020, mas, se o modelo cumprir suas promessas, sem dar margens a suspeitas, como as causadas pelo Corbellati Missile, teremos aqui algo muito interessante.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro