PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Fiat revela detalhes da plataforma do inédito Pulse

Batizada de MLA, plataforma é uma evolução da base utilizada no Argo

A Stellantis apresentou novidades sobre o Progetto 363. O primeiro SUV compacto da Fiat está previsto para o segundo semestre deste ano. Agora, a empresa revelou o nome oficial e detalhes da plataforma, que a fabricante trata como nova. Vale lembrar que itens como teto e portas são os mesmos do Argo. O nome comercial, escolhido em votação popular, será Pulse.

Segundo a Fiat, muitas mudanças foram feitas no chamado underbody, que é a parte inferior do monobloco. As mudanças foram pensadas para aumentar a segurança e reduzir índices de ruído e vibração.  

A engenharia da empresa apresentou as mudanças estruturais. Há novas travessas no assoalho, seção frontal e parede corta-fogo. As longarinas dianteiras são 50% mais largas, aumentando a segurança em colisões. Há ainda uma nova estrutura para suportar impactos laterais.

As suspensões, apesar de manter o esquema da plataforma MP, usada no Argo, ou seja, McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, ganharam novos componentes (travessas, barras, bandejas e buchas), além de mudanças nos ângulos de posicionamento e na curvatura da travessa. Há também novos pontos de fixação e torção.

Estruturalmente, 66% da base utiliza aço de alta resistência, 20% aços de alta resistência avançados, 7% de aços fundido em alta pressão (presentes também na MQB da Volkswagen) e 7% de baixa resistência. Isso representa uma evolução, uma vez que a MP usa três tipos de aço contra quatro da MLA. Os bancos também são novos para abrigar airbags laterais maiores.

Apesar de todas as mudanças, o Pulse ganhou apenas 1,1 cm de entre-eixos em relação ao Argo, se tornando o menor dessa categoria. São 2,532 metros, enquanto o Caoa Chery Tiggo 2 e Honda WR-V tem 2,555 m. Para efeito de comparação, o Renault Stepway tem 2,590 m.

Com todas essas mudanças, a Stellantis justifica que está é uma nova plataforma, ainda que derivada da MP, que já era derivada do Punto. A estratégia foi a mesma no lançamento do Cronos, quando a plataforma foi considerada nova e batizada de MP-S. Há ainda quem confunda a plataforma da Strada, batizada de MP1, mas derivada do Mobi.

As evoluções são bem-vindas e necessárias e Stellantis diz querer o título de “Best in Class” no segmento, mas isso só será possível averiguar após testes de colisões e avaliações da imprensa.  

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro