PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Discreta, Ford entra no mundo das plataformas modulares com o novo Focus

Plataforma C2 servirá tanto para o Focus quanto para os próximos Fiesta e Fusion

Apresentada em 2012, a plataforma MQB foi uma verdadeira revolução na indústria. Ela permitiu ao grupo Volkswagen não apenas ter uma plataforma que podia ser partilhada entre modelos de mesmo tamanho, mas também uma que permitia o compartilhamento de componentes em uma escala nunca antes vista. A MQB está hoje em modelos que vão do Polo ao Passat. Do futuro T-Cross ao gigante Atlas. Não demorou para que outras fabricantes adotassem estratégia parecida, como a Toyota com a TNGA, de 2015. Pelo menos não em todos os casos. A Ford levou 6 anos para conceber e colocar sua arquitetura modular em operação. Trata-se da C2, apresentada com a quarta geração do Focus. Segundo a Automotive News, Joe Bakaj, chefe de engenharia da Ford da Europa, chega a chamá-la de "o Santo Graal". Um que deve ajudar a marca a economizar US$ 4 bilhões nos próximos 5 anos. Haja santidade!

Ainda de acordo com a reportagem, a nova plataforma é tão importante que a Ford designou um único chefe de design para cuidar de todos os modelos derivados dela. Será Joel Piaskowski, designer que trabalhou na GM, na Hyundai e na Mercedes-Benz antes de se unir à Ford, onde atuou nos projetos do Mustang de sexta geração e da F-150. Assim como na Volkswagen e na Toyota, a ideia é usar a C2 para fazer veículos que vão do Fiesta ao Fusion, passando por crossovers como o Edge (derivado do Fusion) e o Escape (chamado de Kuga na Europa, o crossover do Focus).

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro