PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

GM meio que nega que sairá do país em comunicado oficial

Fabricante quer acertar detalhes de um investimento adicional de R$ 10 bilhões aos R$ 13 bilhões já investidos de 2014 a 2019

A divulgação dos planos de aperto da GM no Brasil teve repercussão muito negativa, mas ajudou a jogar luz no setor automotivo, que vai pior do que se imaginava. Mesmo para uma empresa que tem há quatro anos o modelo mais vendido do Brasil. Diante disso, a GM divulgou um comunicado oficial que explica que ela não queria sair do Brasil, imagine, mas sim preparar terreno para um novo investimento de R$ 10 bilhões, que será aplicado no país de 2020 a 2024. Ele seria complementar ao investimento de R$ 13 bilhões feito por aqui entre 2014 e 2019.

A íntegra do comunicado oficial está bem aí embaixo. Ainda que seja cedo, já que é preciso primeiro garantir o investimento antes de detalhá-lo, não há no texto qualquer menção à fábrica de São José dos Campos. Talvez ela seja parte importante nos incentivos fiscais que a GM negocia com o governo de São Paulo, mas cuida hoje só da produção da S10, da TrailBrazer e de motores e peças.

Fábrica da GM em São José dos Campos

Para amenizar a certeza de que São José dos Campos é forte candidata a ser uma das duas fábricas que Mary Barra, CEO mundial da GM, afirmou que fechará no exterior., Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, afirma que o novo investimento será destinado a São Caetano do Sul e a São José dos Campos. Que já estava contemplada no investimento de 2014 a 2019, mas a GM tirou a fábrica da lista de investimentos em 2015. Péssimo sinal.

Confira o informativo da GM:

Comunicado

Com relação a notícias veiculadas nas mídias, a GM faz o importante esclarecimento a seguir:

  1. A GM está concluindo o plano de investimento de R$ 13 bilhões no período de 2014 a 2019.
  2. A GM está negociando condições de viabilidade para o novo e adicional investimento de R$ 10 bilhões no período de 2020 a 2024.
  3. Caso as negociações tenham sucesso, a GM investiria R$ 23 bilhões entre 2014 e 2024 (R$ 13 bilhões de 2014 a 2019 e R$ 10 bilhões de 2020 a 2024).

O plano de investimento que está sendo concluído, no total de R$ 13 bilhões de 2014 a 2019, contempla:

  1. Renovação completa da linha de produtos Chevrolet
  2. Desenvolvimento de novas tecnologias de eficiência energética dentro do Programa INOVAR Auto. Ressaltando que a GM alcançou neste processo os melhores resultados do programa, com uma média de economia de combustível de 22% na linha, muito superior à média do mercado, que foi de 15,9%.
  3. Novas tecnologias de conectividade incluindo a nova geração do sistema multimídia MyLink e o sistema de telemática OnStar.
  4. Expansões nas fábricas de São Caetano do Sul e de Gravataí.
  5. Ampliação da fábrica de Joinville, que teve a capacidade elevada de 120 mil para 450 mil motores por ano.
  6. Implementação de inovadoras tecnologias de manufatura 4.0 nas fábricas de São Caetano do Sul, Gravataí e Joinville.

Estes investimentos levaram a marca Chevrolet à liderança do mercado, posição que mantém desde outubro de 2015.

"Como líderes de mercado, estamos assumindo a responsabilidade de encarar de frente os desafios de competividade que vive a indústria para viabilizar um futuro sustentável aos nossos negócios e o devido retorno aos acionistas. Continuamos trabalhando com os sindicatos, concessionários, fornecedores e governo com o objetivo de viabilizar este novo e adicional investimento de R$ 10 bilhões nas fábricas de São Caetano do Sul e São José dos Campos", ressalta Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul.

Ou seja, a GM agora negocia com diversas áreas para garantir uma segunda fase de investimentos no país. Este ano, ainda conheceremos a nova geração da dupla Onix e Prisma e uma nova família de motores e até uma nova plataforma, resultando em uma das maiores renovações da Chevrolet no país nos últimos anos. 

Neste ano ainda, a marca já confirmou a reestilização do Cruze e Cruze Sport6, ambos produzidos na Argentina, inclusive com a tecnologia de internet 4G a bordo. Fatos como esses e a divulgação de 11 lançamentos durante 2019 causaram estranheza após a divulgação de um comunicado interno que, a princípio, foi interpretado como uma possível saída da marca da América Latina.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

SUV/Crossover
Sedã
Picape
Hatchback
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro