PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Greve dos caminhoneiros afetou vendas de carros novos em maio

Dados da Fenabrave mostram mês pouca coisa melhor que o mesmo período de 2017

Ainda sob os efeitos da greve dos caminhoneiros, a Fenabrave divulgou os números de vendas em maio. Eles, que prometiam ser melhores que os de abril, tiveram uma queda de 7,2% em relação a abril justamente pela paralisação, que afetou não só as entregas de veículos a concessionárias, mas também a produção de automóveis novos.  Mesmo ruim, maio de 2018 ainda foi melhor do que o de 2017, com 194.922 unidades vendidas contra 190.115 do mesmo mês no ano passado.

Dos 50 veículos mais vendidos, o Chevrolet Onix se mantém em uma liderança que nem uma greve como a dos caminhoneiros parece capaz de abalar. Foram vendidos 15.015 unidades. Quem chegou mais perto dele foi o Hyundai HB20, com 8.513 unidades. O Ford Ka, que teve sua versão Freestyle recentemente apresentada, e que não deve demorar a ter sua linha 2019 nas revendas, ficou com 7.639 unidades.

Entre os SUVs, o fôlego do Compass impressiona. Ele foi o 7º modelo mais vendido no geral. O Hyundai Creta, crossover mais bem colocado depois dele, ficou em 16º. Recentemente renovado, o VW Gol ficou na 4ª colocação, imediatamente à frente do Polo, o 5º.

Vendas acumuladas até de 2018, segundo a Fenabrave

No acumulado do ano, o Polo ainda está razoavelmente à frente do Gol, para surpresa geral. O Renault Kwid, que foi o 13º colocado em maio, fica em 7º lugar nas vendas de janeiro a maio. É bem possível que ele tivesse ido muito melhor nas vendas deste mês se a greve não tivesse acontecido. Afinal, sua produção depende bastante da importação de peças da Índia.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro