PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Honda e é mais amigável que um Smart e promete 200 km de autonomia

Protótipo quase finalizado é equipado com motor elétrico de 150 cv e mais de 30 kgfm de torque

O Honda e (é só isso o nome mesmo, leia em inglês como "i" para causar menos estranheza) está perto de se tornar realidade lá fora. O protótipo, fruto de um conceito de 2017, já foi testado por alguns poucos jornalistas e promete entregar uma convivência urbana mais amigável que a de um Smart Fortwo, além de rodar 200 km com uma carga completa da bateria de 35,5 kWh, com motor de 150 cv. As informações são do canal britânico de Youtube fullychargedshow.

Apesar do breve contato que o jornalista inglês teve com o carrinho da Honda, o saldo foi evidentemente positivo. Regado a elogios, o apresentador aprovou tanto o design quanto a dirigibilidade d o inédito modelo elétrico da Honda. Falando sobre o primeiro aspecto, a versão praticamente de produção do carro (a unidade avaliada no vídeo estava "99% pronta") trouxe praticamente tudo o que a fabricante havia previsto no conceito de dois anos atrás, meramente adaptando-o para a realidade atual. Ou seja, o estilo ironicamente retrô quadricular foi mantido, bem como seu porte de subcompacto.

Honda e pode rodar até 200 km com uma carga completa

Embora não haja informações sobre suas dimensões, o Honda e parece ser menor do que o de um Mini Cooper de duas portas. Contudo, a plataforma elétrica permite maior distância entre-eixos e bitolas mais largas, devido a menor complexidade de engenharia com a ausência de motor e transmissão convencionais. 

O design simplista que vemos por fora constrasta bastante com o nível de tecnologia que há na cabine. A marca já havia mostrado a cabine do protótipo no último Salão de Genebra, na Suíça, este ano, mas somente agora podemos ver como é lidar com o painel composto somente por 3 telas digitais, além das duas que transmistem as imagens das câmeras que substituem os retrovisores. Segundo o jornalista que testou o carro, as câmeras de fora cumprem extremamente bem com a função de ampliar a visibilidade do carro (lembrando que o retrovisor central também foi trocado por uma câmera) e os paineis digitais são fáceis e intuitivos de usar. 

Cabine do Honda e é repleta de telas digitais

Como poderíamos esperar, o avaliador também elogiou a agilidade do e, afinal, trata-se de uma propulsão elétrica que entrega os mais de 30 kgfm de torque de maneira praticamente instantânea. Os 150 cv parecem ser mais do que suficientes para embalar o carrinho, que conta com tração traseira, mas o que mais chamou a atenção foi o ângulo de esterçamento dele. São meros 8,6 m de diâmetro de giro, o que significa um círculo menor do que o realizado por um Smart Fortwo elétrico. Ou seja, conviver com ele na cidade não deve exigir esforço algum.

Infelizmente, o Honda e ainda passa longe de qualquer plano da marca para o Brasil, mas na Europa o modelo deve chegar às concessionárias no começo do ano que vem. Se quiser assistir à avaliação do fullychargedshow, em inglês, o vídeo está aqui embaixo: 

 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Sedã
SUV/Crossover
Picape
Hatchback
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Hibrido/Elétrico
Luxo
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro