PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Hyundai Tucson ganha visual chamativo e diversas versões híbridas

SUV possui motorização híbrida convencional, híbrida-leve e híbrida plug-in

Depois de divulgar algumas poucas imagens, a Hyundai agora apresentou o novo Tucson por completo. Como já sabíamos, o visual é baseado no conceito Vision T, revelado ano passado. Além disso, o modelo terá uma versão com entre-eixos alongado pela primeira vez.

A carroceira está maior e mais larga e agora é marcada por fortes vincos. O destaque é a grade, que ganhou luzes diurnas de LED integradas: na traseira, mais novidades, uma barra de LED conecta as lanternas, que estão mais finas. O logo da Hyundai foi reposicionado, enquanto o limpador do vidro traseiro se esconde no spoiler do teto.

O interior apresenta visual futurista. O quadro de instrumentos agora é uma tela digital na horizontal. A central multimídia está mais próxima ao motorista e possui um desenho que se integra aí painel.

Tucson está maior

O novo Tucson é maior que o anterior. Agora são 4,5 metros de comprimento, exatamente 2 centímetros a mais. A largura aumento 1,5 cm e chegou aos 1,86 m. O entre-eixos cresceu 1 cm e chegou aos 2,68 m.

A nova plataforma ajudou a aumentar em 2,6 cm o espaço para pernas dos passageiros traseiros. O porta-malas possui 546 litros na versão diesel híbrida-leve e 620 litros nas configurações a gasolina e nas que não possuem baterias para a eletrificação.

Híbrido para todos

Quem acompanha o mercado automotivo, sabe que há diversos tipos de carros híbridos. A Hyundai está tentando cobrir todos eles. Além das versões tradicionais com motores a combustão com gasolina ou diesel, o Tucson 2021 possui versões com sistema híbrido-leve de 48V, híbrido convencional e híbrido plug-in.

A versão de entrada possui o motor 1.6 turbo de quatro cilindros com 150 cv sempre com câmbio manual de seis marchas. A tração pode ser dianteira ou integral. Logo acima, com a mesma potência, está a primeira versão com sistema híbrido-leve de 48V, mas com a mesma potência e câmbio manual ou automatizado de sete marchas, sempre com tração dianteira.

Mais um degrau na gama e a mesma versão híbrida acima será oferecida com 180 cv, mas com opção de tração integral. Já a versão híbrida convencional associa o propulsor 1.6 turbo com um propulsor elétrico de 60 cv. A potência combinada é de 230 cv e 35,7 kgfm de torque. A transmissão, neste caso, é automática de seis marchas, com opção de tração integral. A configuração híbrida plug-in ainda não teve dados revelados.

Já as versões diesel são menos complexas. A primeira delas usa o motor 1.6 com 115 cv, tração dianteira e câmbio manual de seis marchas. A segunda combina o mesmo motor com sistema híbrido-leve, mas tem 136 cv e câmbio automatizado de sete marchas, com tração dianteira ou integral.

Tecnologias

Como tem se tornado comum nesse tipo de carro, o Tucson tem assistente de permanência em faixa, alerta de fadiga do motorista, alerta de tráfego cruzado e controle de cruzeiro adaptativo.

Além disso, há um novo sistema chamado “Junction Turning”, que é uma evolução do sistema de frenagem automática de emergência. O novo sistema detecta se um carro está vindo na direção oposta ao virar para a esquerda. Bem como uma evolução do monitoramento de ponto cego, que possibilita a frenagem da roda dianteira do lado oposto ao da mudança da faixa, evitando colisões.

O Tucson 2021 chega no final do ano na Europa e Coreia do Sul, enquanto a variante híbrida plug-in fica para o começo do próximo ano. Ainda não há informações sobre a chegada ao mercado brasileiro.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro