PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Jaguar Land Rover mostra suas plataformas modulares, a MLA e a PTA

Plataformas serão voltadas, respectivamente, a motores de montagem longitudinal e transversal, reduzindo as 6 plataformas da empresa a 2

Demorou, mas a Jaguar Land Rover (JLR) em breve entrará na onda das plataformas modulares. Foi o que o pessoal da Automotive News descobriu em uma apresentação dos planos de longo prazo da empresa a seus acionistas. Com isso, a empresa deverá reduzir suas atuais 6 plataformas a apenas 2. O processo terá início em 2020, com a introdução do primeiro produto feito sobre a plataforma MLA (Modular Longitudinal Architecture), para modelos de motor longitudinal. Possivelmente a nova geração do Land Rover Defender, também confirmado na apresentação da empresa. Depois dela, virá também a PTA (Premium Transverse Architecture), para os modelos mais compactos das marcas que a empresa controla.

A plataforma MLA substituirá as plataformas de alumínio D7a, usada pelos Jaguar XF e XE, F-Pace e pelo Range Rover Velar, e a D7u, de alumínio, aplicada a Range Rover, Range Rover Sport e Discovery. Jaguar XJ, com a plataforma D2a, e os Land Rover F-Type, com a D6a, e I-Pace, com a D7e, também devem migrar para a MLA Diz a JLR que terminará a transição para essa arquitetura em 2025. Neste ponto, todos os futuros 16 modelos da empresa (atualmente são 13) terão uma opção híbrida plugin e uma elétrica. Os três novos modelos da empresa serão o novo Defender, o Road Rover, uma espécie de sedã, e um novo modelo de entrada da Land Rover, possivelmente compacto, do segmento B.

A plataforma de aço D8, adotada por Range Rover Evoque, Land Rover Discovery Sport e Jaguar E-Pace, será substituída pela PTA, destinada a modelos de motor transversal. A D8 é derivada de uma plataforma Ford, herança da época em que a fabricante americana controlava as duas marcas britânicas. Também estão previstas para os produtos criados sobre ela versões híbridas plugin e totalmente elétricas.

Com as economias de escala que as novas plataformas trarão, a JLR pretende oferecer novas tecnologias em seus veículos, como o "capô transparente", para quem faz trilhas. Algo mostrado pela empresa em 2014, como o conceito Transparent Bonnet, e que espera desde então para chegar à produção em série. Veja como ele funciona no vídeo abaixo.

Além dessa tecnologia, a JLR também promete grandes reduções em emissões de dióxido de carbon, algo imposto por lei na Europa, desempenho mais apurado, menor resistência aerodinâmica, o que também tornará os carros mais silenciosos, e mais espaço interno. Vejamos o que a marca consegue entregar nos próximos 10 anos.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro