PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Koenigsegg Regera é vendido sem pintura, só na fibra de carbono

Método KNC (Koenigsegg Naked Carbon) foi aplicado a toda a carroceria do hipercarro pela primeira vez, mostrando plenamente a beleza do material

A Koenigsegg costuma aplicar um método todo especial para mostrar a beleza de suas peças de fibra de carbono. Chamado de Koenigsegg Naked Carbon (algo como Koenigsegg Carbono Exposto), ou KNC, o método consiste de polimento cuidadoso para expor a trama da fibra ao remover cuidadosamente uma camada fina de epóxi que fica sobre as peças que acabam de sair do autoclave. Se polir demais, estraga a peça. Se polir de menos, a peça continua opaca. Pela primeira vez, a fabricante sueca aplicou o método a todas as peças de um carro. Um Regera, o modelo mais extraordinário que a empresa já concebeu.

Com suas 80 unidades oficialmente vendidas em 13 de junho de 2017, o Regera tem 4,56 m de comprimento, 2,05 m de largura, 1,11 m de altura e 2,66 m de entre-eixos. Seu sistema de tração é revolucionário: ele é um híbrido sem câmbio. No lugar dele, adota três motores elétricos em um arranjo chamado de Koenigsegg Direct Drive, ou KDD. A estrela do KDD é o motor V8 5.0 biturbo de 1.115 cv. Os motores elétricos são instalados no virabrequim do V8 e nas rodas traseiras. O ligado ao virabrequim funciona como motor de arranque e gerador de energia para as baterias. Os de trás são ligados ao motor a combustão por um acoplamento hidráulico com relação de 2,73:1. Quando o carro é ligado, são eles que colocam o Regera para andar. E que atuam nas acelerações e frenagens, os momentos de maior consumo de combustível. O motor a combustão atua apenas em sua faixa de melhor desempenho. Com isso, o KDD consegue ser 50% mais eficiente do que um CVT.

Os motores de trás entregam, cada um, 180 kW, ou 245 cv, em um total de 490 cv. O do virabrequim, 160 kW, ou 218 cv. Como há perdas na integração dos motores elétricos com o a combustão, os 708 cv se transformam em apenas 394 cv líquidos, para uma potência total de 1.509 cv.

Com sistema elétrico de 800V (semelhante ao do Porsche Taycan) e um sistema de acionamento robotizado de todos os seus componentes móveis, chamado Autoskin, o Regera é uma maravilha tecnológica de 1.590 kg. Seu único defeito é um porta-malas de apenas 150 l. Sem a pintura e com a fibra de carbono exposta, ele deve pesar um pouco menos. Cada unidade foi vendida a pelo menos US$ 1,9 milhão. Essa, com uma carroceria toda em KNC, deve ter custado um bocado mais...

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro