PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Land Rover Defender volta à vida com V8 a gasolina para celebrar seus 70 anos

Divisão de clássicos da fabricante selecionou 150 unidades do 90 e do 110 para série especial com 405 cv

A Land Rover se despediu do Defender, de modo bastante emocional, há quase dois anos. Até ontem, quem quisesse um tinha de recorrer aos usados, mas a Land Rover Classic resolveu mudar a situação para comemorar os 70 anos do modelo. Pegou 150 unidades do 90 e do 110 especialmente selecionadas e as transformou no Land Rover Defender Works V8, o Defender mais veloz e rápido em toda a história. Graças ao motor V8 5.0 naturalmente aspirado que recebeu.

Segundo a marca, o Defender Works V8 é capaz de acelerar de 0 a 96 km/h em 5,6 s e de atingir a máxima de 170 km/h. Limitada eletronicamente. Afinal de contas, o Defender nunca foi um primor de estabilidade. Nem de conforto. Seu objetivo primário sempre foi o de "subir paredes", algo em que ele sempre se destacou, ainda que à custa de comodidade. O V8 não é só herdado dos atuais modelos da Land Rover, ainda que sem o compressor mecânico com o qual ele é normalmente visto sob os capôs de modelos como Velar, Range Rover Sport e Range Rover Vogue. Ele também é uma homenagem aos Série III Stage 1 V8, de 1979, e dos Defender que vieram pouco depois, incluindo a edição de aniversário de 50 anos.

O V8 5.0 ajuda este Defender especial não apenas na potência máxima, atingida a 6.000 rpm (e no ronco delicioso que se ouve no vídeo acima), mas também em torque. São 52,5 kgfm a 5.000 rpm. A transmissão usa a onipresente ZF de 8 marchas, também vendida nos modelos mais caros da Land Rover, e tração nas quatro rodas, com três diferenciais: um dianteiro, um central e um traseiro. Para preservar (e ampliar) a capacidade de transpor terrenos difíceis que sempre caracterizou o modelo.

Land Rover Defender Works V8

Não foi só o coração do Defender que mereceu atenção da marca. Couro Windsor reveste não apenas os bancos, mas também os paineis central e das portas e o teto. Há opção de oito cores, com dois tipos de acabamento acetinado. Teto, para-lamas e grade frontal são pintados de "Santorini Black". As rodas são de aro 18, com pneus 265/65 R18 todo-terreno. Repare na foto acima: o sistema de som, com uma telinha no meio, é realmente uma central multimídia, chamada pela Land Rover de Classic Infotainment System. Em suma, ele cabe onde antes ia instalado um rádio simples. E deve ser oferecido para quem tem um Defender usado como um kit de melhoramentos desenvolvido pela Land Rover Classic, assim como os freios, a suspensão especial e os faróis de LED tanto para facho alto quanto para o baixo. Que são de série no Defender Works V8.

Land Rover Defender Works V8

Como se pode imaginar, uma série especial, de colecionador e com motor V8, não será nada barata. No Reino Unido, ela começa, para o 90, nas £ 150 mil. Coisa de mais de R$ 500 mil em conversão direta. Não sabemos se algum deles será importado ao Brasil, mas é quase certeza que os fãs do carro darão um jeito de trazer pelo menos uma unidade, ainda que por importação direta.

Além de comemorar os 70 anos do Defender, a Land Rover termina as apresentações da série especial dizendo que a nova geração do carro "está sujeita a novos anúncios". Esperamos que isso aconteça em breve.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro