PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Acordo de livre comércio entre UE e Mercosul deve sair nos próximos dias. E começar pelos automóveis

Com prazo de até 10 anos para ser efetivado, acordo terá de ser aprovado pelos congressos dos países membros do Mercosul e pelo Parlamento Europeu

A previsão de que o acordo de livre comércio entre Mercosul e UE (União Europeia) seria anunciado no dia 10 furou completamente. Mas isso não quer dizer que ele deixará de acontecer, como mostra a movimentação da imprensa argentina em torno do encontro do G20 em Buenos Aires. O acordo é um compromisso de campanha de Mauricio Macri e, como tal, deverá ser anunciado ainda nesta semana, aproveitando o fato de o encontro da OMC ser sediado na capital da Argentina. Segundo o Argentina Autoblog, além de finalmente sair nesta semana, o acordo também deverá começar pelo setor automotivo.

O motivo para isso está no interesse dos fabricantes instalados na Argentina, a maior parte deles de origem europeia, e também nas resistências europeias em torno do agronegócio. Com pesados subsídios para os produtores locais, os europeus temem que uma abertura total aos produtos argentinos e brasileiros tirassem muitos de seus protegidos do circuito. Por outro lado, a indústria automotiva europeia precisa de novos mercados e a abertura do Mercosul para seus produtos seria um respiro considerável. Ainda mais se as operações locais continuarem tão pouco competitivas.

O acordo seria um dos motivos pelos quais o governo brasileiro não dá andamento ao Rota 2030. Outra razão importante seria o medo de perda de arrecadação. Se o acordo de livre comércio for aprovado, a indústria nacional certamente pressionará pelo marco regulatório e pela rápida implementação do plano estratégico. Na Argentina, Macri promete uma redução de imposto em uma escala que tornará o produto argentino até 35% mais barato de produzir. O que torna o Rota 2030 ainda mais urgente. Fora a ameaça europeia, a argentina também pode se tornar pesada, ainda mais com o plano das fabricantes instaladas por lá de chegar a uma produção de 1 milhão de unidades em 2023.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro