PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Nissan estuda romper aliança com Renault

Informação foi divulgada pelo jornal Financial Times

As polêmicas envolvendo Carlos Ghosn, ex-CEO da Aliança, podem acarretar em um rompimento da Nissan com a Renault, ao menos de acordo com o Financial Times. De acordo com a publicação, há planos que incluem a total divisão das áreas de engenharia e manufatura, bem como mudanças no conselho da empresa japonesa. Ainda de acordo com a reportagem, executivos creem que a Renault se tornou tóxica para a Nissan. 

O Financial Times também diz que o descontentamento na Nissan vem desde quando Ghosn resolver unificar setores de engenharia e fabricação entre Renault e Nissan. Lembrando que a sinergia de empresas diferentes geralmente visa economizar. Após a prisão do executivo, até mesmo o novo presidente da Renault, Jean-Dominique Senard, disse ter dúvidas sobre a continuidade da parceria. 

Caso a separação aconteça, as duas marcas certamente buscarão novos parceiros globais, uma vez que atualmente os custos tem crescido. A Mitsubishi também faz parte da aliança, mas ainda não se sabe qual seria o futuro da empresa. Há ainda de se tratar a revisão de contratos com a Daimler e outras parcerias com montadoras.  

Nissan desmente

A Nissan nega que pretende se separar da Renault. Segundo nota divulga nesta terça-feira, "esta aliança é a razão da competitividade da Nissan. Com esta parceria, que busca gerar crescimento estável e a longo prazo, a Nissan vai seguir obtendo resultados positivos para as três sociedades", disse o grupo

Compartilhar

Notícias Recentes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro