PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Baciada de elétricos - Nissan, Renault e Audi trarão os seus aqui

Nissan Leaf custará R$ 178.400. O Renault Zoe, R$ 149.990. E ainda tem o Audi e-tron, o Soul EV, o Chevrolet Bolt...

A Nissan bem que queria ser a única empresa a mostrar um elétrico no Salão do Automóvel. Mais do que isso: a anunciar que começaria a vendê-lo no Brasil, país que tem apenas um modelo totalmente elétrico à venda para o público, o BMW i3. Mais barato, o Leaf arrebentaria a boca do balão. Mas o Rota 2030, que deverá trazer incentivos fiscais à venda de elétricos e híbridos, fez muito mais gente se animar com a ideia. Foi o caso, por exemplo, da Chevrolet, que anunciou que venderá o Bolt por R$ 175.000. A Nissan venderá o Leaf por R$ 178.400, mais caro do que o concorrente da GM. Mas eis que surge a Renault, parceira da Nissan na Aliança, e anuncia as vendas ao público do Zoe. Uma bola que já havíamos cantado em agosto, quando mostramos que o Zoe e o Twizy já constavam da tabela do Conpet. Ou seja, o Twizy provavelmente será o elétrico mais barato do Brasil. Enquanto ele não chega, o posto será o Zoe, vendido a R$ 149.990.

Mas não é só de preço que estamos falando. A Audi também disse que pretende vender no Brasil seu novo crossover elétrico, o e-tron. Ainda sem preço definido, mas certamente não será nenhuma pechincha, considerando o posicionamento de marca da Audi no Brasil. E também há a Kia, que pretende vender por aqui o Soul EV. E a Mercedes-Benz, que mostrou no Salão do Automóvel o conceito EQ, antecessor do EQC, seu primeiro crossover totalmente elétrico, sério candidato a vir também para cá. Especialmente se o Audi e-tron apresentar boas vendas.

VW Golf GTE

Entre os híbridos, a Volkswagen confirmou que venderá no Brasil o Golf GTE. O modelo é equipado com o motor 1.4 TSI, mas apenas a gasolina. Poderia ser o primeiro híbrido flex a ser colocado à venda, se a Volkswagen adaptar a ele o 1.4 TSI flex, roubando a primazia da Toyota. O motor elétrico, por sua vez, tem 102 cv. Como o sistema tem perdas, a união dos dois motores resulta em um conjunto de 204 cv e 35,7 kgfm. Com a vantagem de que o modelo pode rodar até 50 km apenas com a força de suas baterias, suficientes para o uso diário da maioria das pessoas, e até 880 km no modo híbrido. O GTE acelera de 0 a 100 km/h em 7,6 s, atinge a máxima de 222 km/h e pesa 1.615 kg, dos quais 120 kg correspondem a seu pacote de baterias. O modelo chega em 2019, ainda sem preço definido. Para fazer vontade, a VW mostrou também o Passat GTE, também com motor 1.4 TSI, mas de 156 cv, e um motor elétrico de 115 cv, para um total de 219 cv e 40,8 kgfm de torque. Números de V8 aspirado. A velocidade máxima do modelo chega a 225 km/h, ele acelera de 0 a 100 km/h em 7,4 s e pode rodar também 50 km só com eletricidade. No modo híbrido, ele percorre até 1.100 km.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro