PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Os carros que saíram de linha em 2020

Modelos perderam espaços para SUVs ou sofreram com a alta do dólar

Apesar de todos os percalços de 2020, o ano foi marcado por importantes lançamentos. Volkswagen Nivus e Chevrolet Tracker foram as estrelas entre os SUVs. O Peugeot 208 também chegou causando impacto. Isso sem falar na Fiat Strada, talvez o maior sucesso entre os lançamentos feitos nesses 12 meses.

No entanto, também ficará marcado pela despedida de alguns carros. Confira abaixo quais os carros que não resistiram à 2020 e deram adeus ao mercado brasileiro.

Fiat Weekend

Com mais de vinte anos de mercado, a Weekend foi a última perua nacional. O modelo se despediu ainda em janeiro, quando a vida ainda era “normal”. Ao todo, durante seus 23 anos de produção, teve 530 mil unidades vendidas. Para seu lugar, a Fiat promete dois SUVs.

Chevrolet Cobalt

Logo depois foi a vez do Cobalt. Se a Weekend sofreu com a canibalização dos SUVs, no caso do sedã da Chevrolet a culpa foi de outro produto da própria marca. Após o lançamento do Onix Plus e seu sucesso de vendas, não fazia sentido manter o Cobalt em linha, ainda mais com dimensões cada vez mais próximas.

Ford Fusion

Antes mesmo da virada do semestre, mas já em meio à quarentena, o Fusion se despediu do Brasil sem cerimônias, notas ou explicações. O segmento de sedãs grandes perdeu espaço nos últimos anos e, para complicar ainda mais a situação, a Ford decidiu focar seus investimentos em SUVs, picapes e modelos comerciais.

Volkswagen Passat

O Passat ajuda também a entender a desistência da Ford com o Fusion. Além de vender tão pouco quanto e ver os SUVs crescerem, os produtos importados foram impactados pela forte desvalorização do real neste ano. Sendo assim, hoje o segmento de sedãs grandes (excluindo modelos premium) sobrevive com Toyota Camry e Honda Accord, ambos acima dos R$ 200 mil.

Nissan March

Antes de lançar a nova geração do Versa no Brasil, a Nissan confirmou o fim do March. Apesar de uma nova geração já ter quatro anos de Europa, ela não está prevista para o Brasil. Por aqui, o hatch pode ser substituído pelo pequeno SUV Magnite.

Citroën C4 Lounge

Apesar de ainda presente no site oficial da marca, o C4 Lounge praticamente não é mais encontrado nas concessionárias. Quando o site Argentina Autoblog informou que o sedã não seria mais exportado para o Brasil, a Citroën se limitou a dizer que “em função da oscilação cambial, a importação de novas unidades do modelo está temporariamente suspensa”.

Volvo V60

Em novembro, após reforçar a estratégia de vender versões híbridas de seus modelos, além do bom número de vendas de seus SUVs, a Volvo deixou de oferecer sua única perua por aqui. A V60 era vendida somente com motor 2.0 turbo de 254 cv e 35,7 kgfm de torque.

Volkswagen Golf

Por fim, o Golf foi o último modelo a ser retirado do catálogo de alguma marca no Brasil. O fato aconteceu no último mês, quando a Volkswagen vendeu todas as unidades restantes da versão GTE para uma locadora de automóveis. Com isso, interrompeu uma história de 27 anos de vendas no Brasil.

Compartilhar

Notícias Recentes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro