PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Quem diria? Porsche Panamera E-Hybrid é o modelo mais eficiente do Brasil

Além dele, modelos elétricos da Renault, como o Twizy e o Zoe, também aparecem na tabela, mas não estão disponíveis para o consumidor final

Há quase um ano, o repórter Hector Vieira, nosso homem dos vídeos, mostrou a nossos leitores quais eram os 10 carros mais econômicos do Brasil. O título era do Toyota Prius, um modelo que conseguia ter um consumo energético de apenas 1,15 MJ/km, representado por um gasto de combustível de 18,9 km/l na cidade e 17 km/l em circuito rodoviário. Mas nada como o tempo. E um repórter fuçador. Foi o Hector que viu que o Conpet publicou em 13 de agosto uma atualização de seus testes. Um que incluiu novos modelos como os mais eficientes do mercado brasileiro. Três deles batem o antigo campeão, mas apenas um está disponível para pessoas físicas: o Porsche Panamera E-Hybrid.

À frente do esportivo frugal estão o Renault Twizy e o Renault Zoe. Modelos que só foram vendidos, até hoje, para empresas de energia elétrica, como Itaipu e CPFL, mas que, com a mudança prometida pelo Rota 2030, talvez também sejam colocados à venda para o consumidor final. Afinal, por que razão os modelos estariam na última atualização do Conpet se são vendidos a essas empresas já há muitos anos? A Automotive Business informa que os primeiros elétricos da Renault foram vendidos no Brasil em 2013... Vendidos ou não a clientes comuns, o Twize consome apenas 0,39 MJ/km e o Zoe, um modelo fechado de quatro lugares, consome apenas 0,65 MJ/km. Confira o Zoe no vídeo abaixo, feito pelos amigos do WebMotors há quase três anos.

O Porsche Panamera E-Hybrid, um híbrido plugin, ou seja, recarregável na tomada, consegue rodar até 50 km apenas com a carga de suas baterias. Algo que ressaltamos em nosso especial sobre os híbridos e elétricos à venda no Brasil. O esportivo ambientalmente correto consome apenas 1 MJ/km e entrega consumo de combustível de 25,7 km/l na cidade e de 17,8 km/l na estrada. O que mostra bem algo que já ressaltamos ao falar do drama dos motores a combustão: quando se trata de eficiência, ninguém consegue bater o motor elétrico. A questão, agora, é conseguir tornar a tecnologia acessível ao maior número possível de consumidores, algo que talvez os Nissan e-Power consigam fazer quando chegarem a nosso mercado.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro