PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

VW T-Cross passa por seu primeiro test-drive e revela mais detalhes

Novo crossover compacto do Polo será maior na América do Sul do que na Europa por usar o entre-eixos do Virtus

A Volkswagen realmente intensificou a apresentação do VW T-Cross. Além do último teaser do modelo, que revela o projeto de sua traseira por meio de um sketch, a marca agora chamou uma série de jornalistas de todo o mundo para andar no modelo com ele ainda camuflado. E na especificação europeia, que será mais curta do que a da América do Sul. Isso porque, no Velho Continente, o crossover compacto terá o mesmo entre-eixos do Polo, enquanto no Brasil ele será o mesmo do sedã Virtus, mais generoso com o espaço para as pernas. A plataforma do T-Cross é a mesma do Polo e do Virtus, a MQB A0.

Enquanto o europeu terá 4,11 m (4.107 mm) de comprimento, com 2,56 m de entre-eixos, o sul-americano, que será fabricado em São José dos Pinhais, terá 2,65 m de entre-eixos. São 9 cm a mais, mas o T-Cross brasileiro terá 4,19 m, ou 8 cm a mais do que o da Europa. Isso se explica de modo literalmente milimétrico. Isso porque o entre-eixos do Virtus é exatos 86 mm maior do que o do Polo. Somando esse total aos 4.107 mm de comprimento do T-Cross europeu, chega-se a 4.193 mm de comprimento. Ou 4,19 m.

VW T-Cross

Além de permitir aos jornalistas um primeiro contato com o crossover, a VW também informou a altura do modelo: 1.558 mm, ou 1,56 m. O porta-malas poderá ir de 385 l a 455 l por conta de uma segunda fileira de bancos deslizante, igual à oferecida pela nova Chevrolet Spin. A VW também diz que o modelo será um dos mais seguros de seu segmento, como já havíamos adiantado, e que terá motores TSI, com filtro de particulados para o motor a gasolina, que irão de 95 cv (certamente o 1.0 TSI) a 150 cv (o 1.4 TSI, que também deverá equipar o modelo nacional). Por aqui, a diferença na oferta de motores deverá ficar por conta do 1.6 MSI, com 117 cv, que deve ser oferecido na versão de entrada do T-Cross, como acontece no Virtus. Com câmbio automático de 6 marchas.

VW T-Cross

Entre os itens de segurança de série da versão europeia do T-Cross estarão monitoramento de mudança de faixa e frenagem automática. Por aqui, só esperamos que ele venha com ESP de série, algo que os europeus já dão de barato que um carro terá. Se chegar a bom preço, algo em torno de R$ 70 mil para a versão de entrada, eis um competidor de respeito no segmento dos crossovers compactos. E não será o único. Em breve a VW deverá apresentar também o Tarek, um crossover médio que será fabricado na Argentina. Talvez o primeiro oponente de respeito para o Jeep Compass, atual líder do mercado de SUVs no Brasil.

 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro