PUBLICIDADE
HomeNotíciasAvaliações
Compartilhar

Avaliação KBB™ - BMW i3

Modelo elétrico de fibra de carbono e alumínio revela muito sobre o futuro dos automóveis. E ele é brilhante

Em 29 de agosto deste ano, o BMW i3 ganhou sua primeira reestilização. Bem como sua primeira versão esportiva, a i3s. Isso poderia tornar a avaliação do modelo atualmente à venda no Brasil inválida, já que ela deve mudar em pouco tempo. Mas, quando nos propusemos a avaliá-lo, a ideia era ir além do modelo. Era ir ao próprio conceito que ele apresenta, o de um veículo completamente elétrico. Apesar de eles já serem realidade em vários países, no Brasil ainda são quase um capítulo de ficção científica. Como seria, afinal, dirigir o futuro? Mais do que isso, qual é a sensação de conviver com ele? Foi com este espírito que estivemos com o BMW i3 por 5 dias. E que pudemos constatar que não é apenas em termos de motorização que a revolução irá se processar, mas também de construção e de uma série de outros aspectos. Que serão detalhados nesta avaliação. Logo de saída, podemos dizer que o futuro é muito melhor do que temem os tradicionalistas.

Você gostará do BMW i3 se...

Detesta frequentar os postos de combustível? Então o i3 foi feito sob medida para você. Ele até tem um motorzinho a combustão, de dois cilindros em linha e 647 cm³ que rende 34 cv, mas que serve apenas para esticar a autonomia das baterias de 22 kWh e 64A. Em vez de percorrer apenas 130 km, o bicilíndrico ajuda o modelo a percorrer até 240 km, suficientes para uma viagem relativamente longa ou até para mais além, se o motorista tiver disposição de abastecer o tanquinho de parcos 9 litros. Mas, se você rodar a maior parte do tempo na cidade e tiver um lugar em casa para instalador o carregador, ou mesmo um ponto de energia em sua garagem, pode dar adeus aos frentistas.

Além disso, o fato de o i3 ser elétrico dá a ele uma disposição em acelerar que só esportivos muito fortes conseguem igualar. Tudo no maior silêncio. E com uma tecnologia e uma preocupação técnica que só se vê em modelos dezenas de vezes mais caros do que ele.

Talvez você não curta muito...

O que mais pesa para que o i3 venda mais é seu preço, bastante salgado no Brasil. Tanto pelo fato de elétricos recolherem 25% de IPI quanto pelo fato de ele ser importado. Não fosse isso, ele talvez gerasse antipatia por ser menos prático do que parece ser. Suas portas traseiras, do tipo suicida, dispensam a coluna B. Com isso, só podem ser abertas se as da frente também forem. E seus vidros são fixos. 

O que tem de novo em 2017

BMW i3 2019

A BMW lançou no exterior um pacote de baterias mais parrudo, com 94A e 33 kWh, que sozinho é capaz de levar o i3 a pouco mais de 180 km de distância. Com o extensor de autonomia, ele pode percorrer até 290 km. A marca também apresentou o i3S, versão esportiva do elétrico, mas nenhuma destas opções está disponível no mercado brasileiro até o momento. No Brasil, já é possível blindar o modelo, ainda que isso vá totalmente contra o tipo de construção e os objetivos do i3.

Dirigindo o BMW i3

Entre no modelo e você notará que ele parece não ter terminado de ser construído. Isso porque a BMW deixa alguns dos paineis da carroceria de fibra de carbono sem acabamento, à mostra, algo que enaltece a simplicidade que a marca quis passar ao veículo, mas também uma preocupação com o máximo possível de redução de massa. Tudo porque o i3 já tem de carregar um pesado pacote de baterias. Tudo que puder ser poupado em outros componentes é mais do que bem-vindo.

O i3 tem uma construção que alia alumínio, usado em seu módulo Drive (mecânico), a fibra de carbono, usada no módulo Life (o habitáculo). O módulo Drive une o motor elétrico, o motor a combustão que serve de gerador, o pacote de baterias e os demais componentes mecânicos, como a suspensão. É o mais pesado e mais próximo do chão, o que abaixa o centro de massa do modelo. O módulo Life engloba a carroceria, as portas, a estrutura dos bancos, tudo feito para pesar o mínimo possível. O que explica o fato de ele ter tão pouca proteção acústica.

Por um lado, motores elétricos não fazem muito barulho, o que torna os isolantes acústicos quase desnecessários em relação a ele, mas ainda relevantes para isolar os produzidos por freios, suspensão ou peças da cabine. Ouve-se tudo isso e mais um pouco no i3, o que pode dar a impressão de que o carro é menos sofisticado do que realmente é.

Módulos Life e Drive do i3

Com a combinação dos módulos Drive e Life, quase como o chassi e a bolha de um carrinho de autorama, o i3 é extremamente estável. E precisa ser, considerando o torque instantâneo proporcionado por seu motor elétrico. Basta encostar o pé no acelerador para o hatchback se colocar em movimento. Se pisar fundo, o i3 dará um respeitável salto à frente, como você só esperaria de um superesportivo. Em meio ao trânsito, e mudanças de faixa rápida, não há companheiro melhor do que esse tanto de torque disponível para o pé direito.

BMW i3

Para ligá-lo, basta apertar um botão e acionar o "câmbio", que fica em um seletor atrás do volante. O i3 tem 3 modos de direção: Comfort, que é o modo padrão, Eco Pro e Eco Pro+, que maximiza a carga da bateria desativando o sistema de ar-condicionado ou de aquecimento e aumentando a capacidade de regeneração de energia. Ele pode ser tão intenso que chega a dispensar o usar o pedal de freio. Basta aliviar o pé no acelerador para que o i3 pare completamente.

BMW i3

Com bom espaço interno, equivalente ao de um sedã médio, o i3 tem algo que é ao mesmo tempo seu aspecto mais charmoso e o mais difícil de conviver: as portas suicidas. O fato de elas serem muito curtas, quase como as de picapes com cabines estendidas, atrapalha o acesso aos bancos traseiros, dos quais só se pode sair se as dianteiras também forem abertas. É o preço de não haver coluna B. E também existe o risco de a bela maçaneta sair na sua mão, como aconteceu em nossa avaliação. Provavelmente um problema da unidade testada, mas talvez algo mais grave no processo produtivo do modelo.

 

Sacadas inteligentes

O sistema de extensão de autonomia com um pequeno motor a combustão é a grande sacada da BMW com o i3. Ele permite que o motorista do i3 não fique com receio de ficar sem carga e, mais do que isso, de poder usar um posto de gasolina qualquer para continuar rodando, ainda que de modo limpo e com um torque que apenas modelos muito mais caros e esportivos poderiam oferecer. 

Detalhes do BMW i3

Interior

A simplicidade do acabamento interno do i3 chama a atenção. Tanto pode ser vista como algo positivo e despojado como algo negativo e pobre. Dependerá da boa vontade dos passageiros. Há diversos porta-objetos espalhados, nas portas e no console central, e a tela do sistema multimídia e grande e nítida o suficiente para uma operação despreocupada.

Exterior

O esquema bicolor de pintura chama tanto a atenção quanto as portas traseiras suicidas e os faróis de LED. Tudo no i3 faz com que ele chame a atenção. Inclusive o silêncio de marcha, que poderia ser um grande fator de discrição.

Equipamentos

O i3 vem com faróis de LED (que gastam menos energia, sistema de entrada e partida sem chave Comfort Access, ar-condicionado automático digital, teto solar elétrico, sensor de estacionamento traseiro, sensor de chuva, sistema de som Harman Kardon com navegação por GPS e trânsito em tempo real, Bluetooth e serviços de concierge (como o OnStar, da GM) e painel digital (pequeno e com o menor consumo possível de eletricidade. A BMW também fala em um "pacote Comfort Avançado", mas não detalha o que ele seria.

Sob o capô

Motores do BMW i3

Nem pense em admirar o motor elétrico a não ser pelas imagens que temos nesta reportagem. Ele fica no eixo traseiro, ao lado do motor a combustão 0.6 que ajuda a ampliar sua autonomia. Sob o capô, o que existe mesmo é um pequeno nicho onde está o cabo de recarga e mais um pouco de espaço para carregar uma sacolinha de compras. E nada mais.

Sobre o preço

Vendido a R$ 225.950, o BMW i3 é mais caro do que Série 3 (R$ 168.950), Série 2 Active Tourer (R$ 171.950) e até que o X1 (R$ 184.950). Isso na tabela. Na prática, segundo o Preço KBB™, é possível encontrar um a cerca de R$ 130.000. A BMW não oferece mais o carro novo em seu site, possivelmente à espera do modelo renovado, mas ainda há unidades disponíveis em concessionários. Se você não fizer questão de um modelo atualizadíssimo, mas sim de um elétrico a bom preço, essa pode ser uma excelente oportunidade de trocar as bombas de combustível pelas tomadas.

Ficha técnica

Modelo BMW i3 REX
Motor elétrico, central-traseiro, transversal | Extensor de autonomia: bicilíndrico, 647 cm³, central-traseiro
Potência 170 cv  | Extensor de autonomia: 34 cv a 4.300 rpm
Torque 25,5 kgfm | Extensor de autonomia: 5,6 kgfm a 4.300 rpm
Câmbio Direta, 1 marcha
Tração Traseira
Freios (d/t) Discos ventilados / discos sólidos, com regeneração
Suspensão (d/t) McPherson / independente multibraço
Dimensões (C/L/A) 4 m / 1,78 m / 1,58 m
Entre-eixos 2,57 m
Peso 1.315 kg
Porta-malas 260 litros

 

Avaliação Profissional KBB
4 de 5
Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro