PUBLICIDADE
HomeNotíciasAvaliações
Compartilhar

Avaliação KBB™ - Renault Sandero Intense 1.6 CVT

A Renault finalmente acertou no tipo de câmbio para o hatch, que entrega desempenho agradável e bom custo-benefício

A Renault renovou o visual do Sandero no ano passado e passou a oferecer câmbio CVT para as versões com motor 1.6, o que se mostrou ser uma decisão muito bem acertada da marca. Embora as novidades da linha 2020 do hatch parem basicamente por aí, o advento da nova caixa automática equiparou o Sandero com seus rivais em termos de conforto ao dirigir e promete entregar um nível melhor de consumo devido à maior eficiência energética do conjunto. 

A Kelley Blue Book Brasil avaliou a versão topo de linha do Sandero, a Intense, que parte de R$ 66.390. A configuração vem muito bem equipada se comparada aos seus concorrentes diretos Toyota Yaris XL Plus Connect (R$ 71.990), Fiat Argo Trekking 1.8 (R$ 68.990) e Volkswagen Polo 1.6 MSI (R$ 63.350), que são os mais próximos do Renault no ranking de vendas da Fenabrave, entidade que reúne as concessionárias. 

Do que você vai gostar no Renault Sandero Intense 1.6 CVT

O principal trunfo do Sandero continua sendo o espaço da cabine. Com 2,59 m de distância entre-eixos, os ocupantes do hatch podem viajar com área o suficiente para pernas e cabeça e é possível transportar até três adultos atrás com certa comodidade. O porta-malas de 320 litros completa o pacote de espaço do modelo, uma vez que se trata do maior da categoria. 

Contudo, agora com este conjunto de motor 1.6 e câmbio CVT, o prazer ao dirigir foi elevado no Sandero. O motor é o mesmo que ele já possuía antes, capaz de gerar 118 cv e 16 kgfm de torque e que já oferecia um desempenho atraente quando equipado com câmbio manual. Acoplado à caixa continuamente variável, o conjunto entrega desempenho bastante confortável para o hatch da Renault. Atingir velocidades mais altas não é problema, tampouco realizar ultrapassagens com certa folga em rodovias. Claramente não estamos falando de nada empolgante num nível esportivo, até porque os 1.140 kg que ele pesa exigem sempre um certo esforço do motor para embalá-lo, mas o resultado final é bastante satisfatório.

Renault Sandero Intense 1.6 CVT

Devido ao tamanho físico do câmbio CVT no cofre do motor, a Renault precisou elevar todas as versões automáticas do Sandero em 4 cm para que a caixa não raspasse facilmente no chão. O objetivo foi atingido, porque, de fato, isto não costuma ocorrer com o Sandero e é importante frisar que, ainda que esteja mais alto, a dirigibilidade do modelo não sofreu nenhuma alteração sensível no uso comum. O Sandero nunca foi uma referência em dinâmica na hora de apontar em curvas (com exceção da versão R.S., obviamente), portanto as inclinações da carroceria seguem o mesmo comportamento de antes, praticamente. Nada que atrapalhe a experiência da condução, mas não está no nível de rivais como o VW Polo ou o Hyundai HB20.

Vale ressaltar que, agora, as versões 1.6 CVT do Sandero vêm equipadas com controle eletrônico de estabilidade de série e quatro airbags. 

Talvez você não curta...

Poucos aspectos merecem críticas mais pesadas no Sandero. O hatch é, no geral, agradável. Mas se há algo incômodo no Sandero é ausência de uma cabine mais funcional. A Renault poderia ter aproveitado o ensejo da renovação do Sandero para equipá-lo com baú entre os bancos da frente, que serviria como apoio de braço central, e mais opções de porta-objetos no console central para ajudar a espalhar seus pertences. Também não há entrada USB para os passageiros de trás. 

Renault Sandero Intense 1.6 CVT

Outra tecnologia que poderia ser aprimorada é a assistência da direção. A Renault manteve a solução eletro-hidráulica, que possui bom feedback em rodovias, rodando em velocidades mais altas, mas é um tanto pesada para usar na cidade e fazer manobrar ao estacionar. Rivais com direções elétricas conseguem equilibrar melhor a leveza para trajetos urbanos com a firmeza para estradas. 

Avaliação completa

Assista à nossa avaliação completa do Renault Sandero Intense 1.6 CVT diretamente no nosso canal no Youtube! Aproveite para se inscrever e assinar as notificações, pois assim você não perderá nenhum conteúdo nosso, atualizado semanalmente! 

Veredito

Veja o comparativo do Renault Sandero com seus rivais mais próximos e saiba qual é o nosso veredito sobre a aquisição do hatch! 

Ficha técnica

Modelo Renault Sandero Intense
Motor 1.6, 16V, 4 cilindros, dianteiro, transversal, flex
Potência 118 cv a 5.500 rpm
Torque 16 kgfm a 4.000 rpm
Câmbio CVT
Tração Dianteira
Freios (d/t) Discos ventilados / tambor
Suspensão (d/t) McPherson / eixo de torção
Dimensões (C/L/A) 4,07 m / 1,73 m / 1,57 m 
Entre-eixos 2,59 m
Peso 1.140 kg
Porta-malas 320 litros
Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro