PUBLICIDADE
HomeNotíciasAvaliações
Compartilhar

Avaliação KBB - Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus

A versão mais completa do Hyundai HB20 com motor 1.0 agora vem equipada com a central multimídia blueMedia. Veja se vale a pena

Após a aposentadoria do Fiat Palio Fire, o Hyundai HB20 se consolidou como o segundo carro mais vendido do Brasil, atrás apenas do Chevrolet Onix. Em 2016, foram 121.616 unidades vendidas do HB20; até agosto de 2017, mais de 70 mil pessoas adquiriram o hatch da Hyundai. Entre seus atributos, o visual ainda moderno e atrativo e o bom desempenho do motor 1.0 são os principais. A versão Comfort Plus com blueMedia é a mais completa do hatch com o motor de entrada e tem preço competitivo em relação aos rivais.

 

Você gostará do Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus com blueMedia se...

Apesar de não ser um projeto novo, o Hyundai HB20 não dá sinais de cansaço no mercado. O visual, atualizado no ano passado, ainda é capaz de cativar o público, bem como o capricho na montagem das peças do acabamento.

O desempenho do motor 1.0 de 80 cv está entre os mais espertos da categoria, o que ajuda a conquistar os consumidores que toparem um test-drive. O propulsor também é econômico.

Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus com blueMedia

Talvez você não curta muito...

O único defeito unânime do HB20 é a assistência hidráulica da direção, que a deixa demasiadamente leve em velocidades mais altas, prejudicando a sensação de controle sobre o carro. De resto, ele tem pontos que poderiam ser mais bem resolvidos, mas não chegam a atrapalhar, como a posição de dirigir, o ajuste de altura dos bancos e o teto mais baixo atrás, como entraremos em detalhes adiante. 

O que tem de novo em 2017

As únicas novidades da gama do HB20 para este ano foram a inclusão desta versão Comfort Plus com blueMedia que avaliamos aqui e uma edição comemorativa de 5 anos do carro. Disponível para os motores 1.0 e 1.6, a versão “5 anos” traz o mesmo nível de equipamentos da Comfort Plus com blueMedia mais vidros elétricos com função one-touch e sensor de estacionamento traseiro, além de um ano a mais de garantia (6 no total). 

Dirigindo o Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus com blueMedia

Como citamos há pouco, a posição de dirigir do HB20 causa certo estranhamento. Os pedais parecem estar muito próximos do motorista, o que obriga o condutor a afastar mais o assento para ter uma inclinação mais confortável das pernas. Porém, como o volante não oferece ajuste de profundidade, os braços acabam sendo prejudicados, ficando um pouco mais esticados do que o ideal para uma postura correta ao volante. Exigir esta comodidade do Hyundai não seria justo, uma vez que nenhum rival direto a oferece, mas poderia ser um diferencial dele.

Outro problema do Hyundai neste aspecto é o ajuste de altura do assento. A solução adotada pela Hyundai foi a de um mecanismo roletado que atua somente inclinando o assento (sem erguer o banco inteiro). Logo, a função não contribui tanto assim para quem busca uma posição um pouco mais elevada de guiar. Ao menos os bancos dispõem de boa ergonomia, abrigando bem o corpo do motorista.

Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus com blueMedia

Ao dirigir o HB20, o motorista será recompensado com mais vantagens do que incômodos. O fôlego do motor 1.0 de 80 cv é ideal para quem gosta de mais agilidade, sobretudo na cidade. Com as duas primeiras marchas curtas, a curva dos 10,2 kgfm de torque é mais bem aproveitada, entregando respostas rápidas do motor. O propulsor também mostra boa disposição para viagens, considerando as limitações de um motor 1.0 aspirado. A elasticidade é interessante (aos 120 km/h o motor está girando a pouco menos de 4.000 rpm), mas, se o carro perder o embalo, o motorista é obrigado a trabalhar com o câmbio, como em qualquer outro modelo deste segmento.

Pelo menos o HB20 conta com um trambulador bastante prazeroso de manusear. São 5 marchas, todas elas com engates curtos, precisos e macios. A única ressalva fica a cargo da embreagem. O acoplamento dela poderia ser mais suave, e esse comportamento mais abrupto – especialmente na primeira e segunda marcha – chega a incomodar em trânsito mais pesado. Para encontrar o ponto ideal da embreagem, o motorista certamente terá que “queimá-la” (acelerar mais do que o necessário) para evitar o solavanco.

Como já mencionado, a assistência hidráulica da direção a torna muito leve. Para situações urbanas, principalmente em manobras, isso se mostra uma vantagem, pois contribui para o conforto. Em rodovias, contudo, essa leveza atrapalha a conexão do motorista com o carro e prejudica a precisão em curvas.

O Inmetro classifica o HB20 1.0 com nota A em consumo no segmento e no ranking geral. Segundo o órgão, ele pode rodar 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l em rodovias com etanol e 12,5 km/l e 14,1 km/l, respectivamente, com gasolina. Durante a nossa avaliação, rodamos mais de 150 km com ele, entre cidade e rodovia (com e sem trânsito) e obtivemos média de 7,8 km/l, abastecido com etanol.

Sacadas inteligentes

A inclusão da central multimídia blueMedia no HB20 Comfort Plus foi uma decisão acertada da Hyundai. É claro que há uma diferença de R$ 1.550 por ela, mas a conectividade foi um dos fatores que destacaram o Chevrolet Onix dos demais hatches de entrada com o MyLink. A blueMedia possui tela de 7 polegadas sensível ao toque e compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto.

Outro diferencial do HB20 é a sua garantia de 5 anos, superior às dos demais concorrentes. Além da proteção ao consumidor, caso haja algum problema com o carro, a garantia estendida ajuda a valorizar o modelo na revenda.

Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus com blueMedia

Detalhes do Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus

INTERIOR

O acabamento do HB20 sempre foi elogiado. O encaixe das peças é correto e não vemos rebarbas pela cabine. Quase tudo é de plástico rígido, com exceção das laterais das portas, que têm uma espécie de tecido, mas isso corresponde ao padrão da categoria. Para quem gosta de espalhar suas coisas pelo habitáculo, o console central tem boas soluções para abrigar garrafas, copos, moedas, celular, carteira e outras parafernalhas.

O design do painel é sóbrio, porém funcional, com todos os comandos à mão do motorista, de maneira intuitiva.

Atrás, o espaço para as pernas é razoável até para quem é mais alto. O “pênalti” é o teto, mais baixo, que pode incomodar quem tiver mais de 1,75 m de altura. O porta-malas do HB20 tem capacidade para 300 litros de volume (é maior que os do Chevrolet Onix e do Ford Ka) e, se precisar de mais espaço, o encosto inteiriço do banco pode ser rebatidos.

EXTERIOR

Desde o último facelift, o HB20 traz uma grade maior, fazendo jus ao padrão atual de identidade da marca. De resto, o carro permanece praticamente o mesmo desde quando foi lançado em 2012. O que não significa um defeito, necessariamente, já que o seu visual se manteve moderno até hoje.

Hyundai HB20 1.0 Comfort Plus com blueMedia

Equipamentos

A versão Comfort Plus com blueMedia do HB20 é a mais completa da gama do hatch com o motor 1.0 aspirado. Ela já vem com: ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico (vidros, travas e retrovisores), central multimídia blueMedia, entrada USB, espelho de cortesia para motorista e passageiro e computador de bordo com 7 funções.

Sob o capô

O Hyundai HB20 é equipado com motor Kappa 1.0 tricilíndrico com 12V. A potência é de 80 cv a 6.200 rpm e 10,2 kgfm de torque a 4.500 rpm, com etanol, e 75 cv e 9,4 kgfm com gasolina. A transmissão é sempre composta por câmbio manual, com 5 marchas, e tração dianteira.

Entre os destaques do motor está o baixo nível de vibração transmitida à cabine. Os motores com três cilindros geralmente vibram mais, mas o HB20 faz um bom trabalho ao conter este incômodo. O ruído, outro revés dos tricilíndricos, por outro lado, não é tão abafado assim, portanto não é raro ouvir o motor berrar acima das 3.000 rotações.

Para as partidas a frio, o hatch ainda precisa do auxílio do tanquinho de gasolina (não há tecnologia de aquecimento dos bicos injetores para partida com etanol).

Sobre o preço

Partindo de R$ 47.880, o Hyundai HB20 1.0 na sua versão mais completa pede um preço competitivo para o segmento. Ele custa praticamente o mesmo que o Chevrolet Onix 1.0 LT, equipado com opcional da central multimídia MyLink2 (R$ 47.790), mas o rival tem a vantagem do sensor de estacionamento traseiro.

Já em comparação com o Ka, o HB20 é mais barato, uma vez que a versão SEL do Ford parte de R$ 50.090. Porém, ele é equipado com controle de estabilidade, assistente de partida em rampa e a central multimídia Sync. Ainda podemos citar vários outros rivais deste que é o segmento mais disputado do mercado, como o Volkswagen Gol 1.0 Trendline (R$ 44.864 com a central multimídia) e o Fiat Uno 1.0 Drive (que, com o kit Tech, custa R$ 48.767 e, assim como o Ka, vem com ESC e hill holder).

Como cada centavo pode fazer a diferença no segmento de entrada, o HB20 compensa a ausência de alguns equipamentos em relação aos rivais (e o preço intermediário) com o custo de manutenção mais acessível (o total de R$ 1.190 para os serviços até os 30.000 km é mais barato que o do Onix e do Ka, por exemplo) e garantia de 5 anos.

Avaliação Profissional KBB
3 de 5
Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Picape
SUV/Crossover
Sedã
Hatchback
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro