PUBLICIDADE
HomeNotíciasAvaliações
Compartilhar

Primeira volta KBB™ - Mini Clubman e Countryman JCW

Apesar de possuírem mesmo motor 2.0 turbo de 306, o comportamento de cada um na pista é bastante distinto

Você já viu aqui na KBB Brasil que a Mini começou a vender nesta segunda-feira (11) as versões esportivas JCW do Clubman e do Countryman. Enquanto o wagon parte de R$ 219.990, o SUV custa R$ 239.990 e ambos vêm com motor 2.0 turbo de 306 cv, além de outras caracterizações correspondentes à proposta da versão. Na última sexta-feira (8), a KBB teve a oportunidade de conhecer os dois lançamentos no autódromo da Fazenda Capuava, em Indaiatuba (SP) e contamos nesta matéria como foi a nossa rápida experiência. 

No papel, os dois modelos têm a mesma receita para entregar um desempenho mais visceral. Os dois são impulsionados pelo motor 2.0 turbo TwinPower (que significa uma turbina com dupla voluta para otimizar o fluxo dos gases de escape), capaz de gerar 306 cv entre 5.000 rpm e 6.250 rpm e 45,8 kgfm de torque, já a partir das 1.750 rpm até 4.500 rpm, trabalhando com câmbio automático de 8 marchas (fornecido pela Aisin) e tração integral com diferencial dianteiro com acionamento mecânico tipo Torsen. Contudo,a desenvoltura de cada um na pista é bastante diferente, uma vez que o tipo de carroceria influencia muito no modo como eles se comportam. 

Mini John Cooper Works Countryman ALL4

Començando pelo Countryman, o SUV aposta mais na brutalidade da aceleração do que na sua habilidade para fazer curvas. Ainda que faça parte da preparação JCW revisar todo o conjunto de suspensão e ele seja o único a contar com amortecedores ajustáveis eletronicamente (o amortecimento pode ficar mais rígido no modo Sport para ajudar no controle da carroceria), o circuito travado da Capuava evidencia que o centro de gravidade mais alto e a altura maior relativa ao solo não fazem milagres. O substerço (quando o carro "sai de frente", isto é, não consegue realizar a curva no ângulo desejado) ocorre frequentemente, mesmo que a tração integral consiga trabalhar, em milissegundos, para distribuir melhor o torque entre as rodas, permitindo uma divisão de até 100% de força para o eixo traseiro ou dianteiro, dependendo da circunstância. 

Mini John Cooper Works Countryman ALL4

A transferência de peso lateral também é mais acentuada, como se possa imaginar, pelos mesmos motivos que citamos acima. Obviamente que o parâmetro para estas críticas já é mais exigente, uma vez que estamos falando de um SUV com pretensões verdadeiramente esportivas. Em relação às versões regulares do Countryman, a sua capacidade para divertir é exponencialmente maior e há características marcantes nele, como a já citada disposição para arrancar (incluindo a vantagem do controle de largada) e a igual potencialidade para frear. A resposta dos freios do Countryman é exemplar, demandando até mais perícia de quem se aventurar com ele numa pista para regular a pressão exercida sobre o pedal esquerdo, pois qualquer leve toque já faz os conjunto de 4 pistões e discos de 335 mm na frente e 330 atrás grudar nas rodas. Se quanto melhor freio, mais oportunidade para acelerar, neste quesito o Countryman vai muito bem. 

Mini John Cooper Works Countryman ALL4

Dá para imaginarmos que, saindo das pistas, o Countryman encontre um habitat mais favorável para a sua proposta de equilibrar, minimamente, a convivência familiar do carro com o sorriso no rosto que ele deve entregar ao motorista. Sobretudo em rodovias mais largas, uma vez que é aceleração e frenagem que tornam a condução do SUV mais empolgante. 

Mini John Cooper Works Countryman ALL4

Apesar de compartilhar a mesma proposta de um carro familiar, ou ao menos mais versátil, o Clubman é bem mais enviesado do que o Countryman quando o assunto é desempenho esportivo numa pista. A configuração de carroceria alongada, com bitolas mais largas e centro de gravidade mais baixo tornam as condições mais favoráveis para que a Mini possa investir numa receita mais voltada à esportividade. Prova disso é a suspensão mais firme, sem nenhum tipo de ajuste eletrônico, que, se por um lado compromete o conforto (que já não é dos mais amigáveis para nossas ruas esburacadas quando se trata dos Mini, excluindo o Countryman), deixa o Clubman muito mais afinado para uma pista cheia de curvas fechadas como é a Capuava.

Mini John Cooper Works Clubman ALL4

Um dos atributos que mais impressionam ao volante do Clubman é justamente o acerto direto da sua direção em consonância com a suspensão mais rígida. O carro aponta para as curvas muito mais rápido e com mais exatidão do que o Coutryman, deixando-o no mesmo patamar que os modelos hatch e conversíveis, ainda que seja maior. Como ele se beneficia do mesmo gerenciamento eletrônico de distribuição da tração integral que nós já citamos, o resultado é ter nas mãos um carro verdadeiramente capaz de encarar um circuito e procurar baixar tempos de voltas. Além deste ótimo desempenho na pista, o Clubman é atualmente o carr mais rápido da Mini, com uma aceleração de 4,9 segundos até os 100 km/h. 

Mini John Cooper Works Clubman ALL4

As duas versões JCW do Clubman (que, inclusive, é a única do wagon vendida no Brasil) e do Countryman vêm equipadas com o mesmo pacote de equipamentos de série. Entre os principais itens, podemos destacar: ar-condicionado de duas zonas, faróis full LED, controlador de velocidade, central multimídia de 8,8'' com acesso à internet e CarPlay, teto solar panorâmico, sensores de luz e de chuva, câmera de ré, sensor traseiro, paddle shifts, head-up display e rodas de 18'' para o Clubman e 19'' para o Countryman.

Mini John Cooper Works Clubman ALL4

Os dois modelos já estão disponíveis para a aquisição nas 22 concessionárias da marca no Brasil. 

Ficha técnica

Modelo Mini John Cooper Works Countryman ALL4
Motor 2.0, 16V, turbo, 4 cil., dianteiro, transversal
Potência 306 cv a 5.000 rpm
Torque 45,8 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio Automático, 8 marchas
Tração Integral
Freios (d/t) Discos ventilados / discos ventilados
Suspensão (d/t) McPherson / multibraço
Dimensões (C/L/A) 4,29 m / 1,82 m / 1,55 m
Entre-eixos 2,67 m
Peso 1.600 kg
Porta-malas 450 litros

Ficha técnica

Modelo Mini John Cooper Works Clubman ALL4
Motor 2.0, 16V, turbo, 4 cil., dianteiro, transversal
Potência 306 cv a 5.000 rpm
Torque 45,8 kgfm a 1.750 rpm
Câmbio Automático, 8 marchas
Tração Integral
Freios (d/t) Discos ventilados / discos ventilados
Suspensão (d/t) McPherson / multibraço
Dimensões (C/L/A) 4,26 m / 1,80 m / 1,44 m
Entre-eixos 2,67 m
Peso 1.550 kg
Porta-malas 360 litros

 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Picape
SUV/Crossover
Sedã
Hatchback
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro