PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Caoa Chery apresenta Arizzo5 no Brasil, que partirá de R$ 69.000

Inédito sedã também estreará motor 1.5 turbo flex de 150 cv

A Caoa Chery apresentou nesta segunda-feira (22) o inédito sedã Arizzo5 em evento realizado em Jacareí (SP). O modelo chegará às lojas ainda este ano e os preços só serão confirmados durante o Salão do Automóvel de São Paulo (evento entre 8 e 18 de Novembro), mas a companhia sino-brasileira já adiantou que as duas versões, RX e RXT, ficarão compreendidas entre R$ 69.000 e R$ 79.000. Além de marcar o retorno da Chery ao segmento dos sedãs, em que atuava antes da joint-venture com a Caoa, com o Celer Sedan, o Arizzo5 também vai estrear o motor 1.5 turbo na gama da Caoa Chery.  

O Arizzo5 será montado na fábrica de Jacareí (SP) e vai disputar um segmento aquecido em 2018, o de sedãs compactos, ainda que seja tecnicamente superior, sendo quase um sedã médio. Isso confirma a estratégia agressiva de preços adotada pela Caoa Chery. Só neste ano, o mercado recebeu três novidades de peso na categoria: Fiat Cronos, Volkswagen Virtus e Toyota Yaris Sedã. Pela faixa de preço pretendida pela companhia, o Arizzo5 vai mirar as versões mais equipadas e potentes dos três, com a vantagem de ter um porte maior do que o do Virtus, atual referência neste quesito. Ambos contam com 2,65 m de distância entre-eixos, mas o sino-brasileiro é maior nas outras medidas: 4,53 m de comprimento, 1,81 m de largura e 1,48 m de altura. 

Caoa Chery Arizzo5

Além do tamanho avantajado, outro trunfo da novidade é o motor 1.5 turbo de 4 cilindros em linha. São 150 cv de potência máxima quando abastecido com etanol (147 cv a gasolina) disponíveis a 5.500 rpm e 19,4 kgfm de torque, cujo pico surge em 1.500 rpm, de acordo com a montadora. Entre seus destaques está a injeção direta, sistema de partida a frio sem reservatório de gasolina e intercooler ar-água. O motor trabalha com um câmbio do tipo CVT, capaz de simular 7 marchas, fornecido pela Aisin. Futuramente, este trem de força será aproveitado por outros modelos da Caoa Chery, como o Tiggo4. 

O design do Arizzo5 é um dos pontos fortes do sedã. Com inspirações sul-coreanas e europeias, o modelo não exagera na expressividade dos vincos e consegue entregar um desenho harmonioso, seguindo um resultado acertado tal qual vemos no Tiggo2. A simplicidade aliada a detalhes contemporâneos (como ângulos pontiagudos nos faróis e lanternas) faz com que o Arizzo5 consiga obter um estilo particular, ainda que por um ângulo ou outro ele possa ser familiar. Por dentro, conforme frisado pelos executivos da marca, o acabamento é caprichado quanto à montagem das peças. De fato não há rebarbas aparentes, nem falhas de encaixe ou desalinhamentos. Os materiais utilizados vão de plástico rígido no painel, portas e console central ao couro nos apoios de braços laterais na versão RXT.

Caoa Chery Arizzo5

Quanto ao estilo da cabine, a inspiração continua vindo da Coreia do Sul, sobretudo no painel de instrumentos. A central multimídia com tela de 7 polegadas touchscreen é o toque visual mais tecnológico do carro, com respostas rápidas, mas não há outros comandos pela tela no veículo. Fora a central multimídia, todo o resto dos sistemas usa botões físicos, porém bem organizados e à mão do motorista. Praticidade e comodidade são os quesitos em que há mais ressalvas no Arizzo5, pois detalhes como ausência de luz de cortesia nos espelhos e ajuste de profundidade do volante, saída de ar-condicionado para os passageiros atrás ou uma segunda entrada USB pesam contra o sedã. Há um baú com profundidade razoável entre os bancos da frente e dois porta-copos para quem viaja ali. Atrás há um apoio de braço (com dois porta-copos) e os bancos não são bipartidos. Por outro lado, o aproveitamento de espaço do habitáculo é exemplar: há área suficiente para pernas e cabeça até para quem for mais alto. Quem sentar no meio do banco de trás terá um túnel central menor e cinto de três pontos. 

Como é de praxe na estratégia chinesa, o Arizzo5 vem com uma lista recheada de equipamentos de série. A versão RX, inicial, já conta com equipamentos como: DRL de LED, lanterna de neblina, rodas de aro 16, direção elétrica, controle eletrônico de estabilidade, monitor de pressão dos pneus, ar-condicionado, banco do motorista e volante com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro, câmera de ré, trio elétrico, controlador de velocidade, chave presencial e central multimídia que já mencionamos, com software de espelhamento de celulares. A RXT, mais cara, adiciona rodas de aro 17, airbags laterais, revestimento dos bancos de material que imita couro, banco traseiro com apoio de braço e teto solar. 

Caoa Chery Arizzo5

Como a apresentação do veículo foi apenas estática, os jornalistas ainda não tiveram a oportunidade de avaliar como é o desempenho do carro. Pelos números da ficha técnica, a expectativa é alta para saber se ele entrega o que promete. Afinal, no papel, ele leva vantagem sobre o trinca de rivais recém-lançados no mercado. 

"O Arrizo 5 faz parte da estratégia agressiva da marca no Brasil que, em menos de um ano, apresentará cinco modelos nacionais em diferentes segmentos. É o início de mais um capítulo de sucesso na história da Caoa Chery”, afirmou Marcio Alfonso, CEO da Caoa Chery. A marca está apostando num segmento que sofreu leves quedas nos últimos anos devido à ascensão dos SUVs. Atualmente, os sedãs representam 21,9% do mercado total de carros vendidos no Brasil. A companhia acredita que o Arizzo5 ajudará muito a marca a atingir a comercialização de 34 mil carros por ano até o fim de 2019. Com a ajuda de outros dois lançamentos da Caoa Chery: Tiggo4 e Tiggo7 (ambos podem estar no estande da marca no Salão do Automóvel). 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Sedã
SUV/Crossover
Picape
Hatchback
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Hibrido/Elétrico
Luxo
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro