PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

DS 3 se transforma em um crossover, o Crossback, mas o que mais importa nele é sua plataforma

Primeiro produto construído sobre a plataforma CMP, desenvolvida em parceria com a Dongfeng, antecipa os futuros compactos do grupo PSA

O grupo PSA mostrou nesta quinta (13) o primeiro produto construído sobre a plataforma CMP. Trata-se do DS 3 transformado em um crossover, o que lhe deu agora o nome Crossback. Pode parecer que a mudança de perfil do modelo de entrada da DS é o que o modelo traz de mais importante, mas está longe de ser. Se o hatch virou crossover, isso se deve a demandas de mercado. E o DS 3 Crossback provavelmente é um carrinho interessante, mas sua plataforma é muito mais. Será sobre ela que o grupo PSA desenvolverá todos os seus novos modelos compactos, o que inclui os Peugeot 208 e 2008, os Citroën C3 e C4 Cactus e o Opel Corsa. No Brasil, inclui também o projeto P21, adiantado pelo pessoal do Autos Segredos em janeiro de 2017.

O DS 3 Crossback tem 4,12 m de comprimento, 1,79 m de largura, 1,54 m de altura e 2,55 m de entre-eixos, com um porta-malas de 350 litros. Apesar de compacto, o crossover francês pode ter rodas de aro 18 e tem uma proposta luxuosa, com 5 versões de acabamento além da de lançamento, chamada de La Premiére: Montmartre, Bastille, Performance Line, Rivoli e Opera. Todos eles nomes que evocam a cidade de Paris, que aparece nas fotos de lançamento. Haverá apenas uma opção de motor a gasolina, o 1.2 Pure Tech, mas com 3 potências: 100 cv, 130 cv e 155 cv. Com motores diesel, cada vez mais ameaçados, há apenas o 1.5 BlueHDi, com 100 cv ou 130 cv. O modelo pode vir com câmbios manual ou automático de 6 marchas. No interior, uma central multimídia com tela de 10,3 polegadas, painel digital, head-up display e um interior recheado de detalhes angulosos completam o pacote.

No que se refere à CMP, ou Common Module Platform, ela será usada tanto pela PSA quanto pela marca chinesa Dongfeng, o que deverá melhorar a qualidade dos produtos da empresa, não por acaso uma das acionistas do grupo francês. Além dos modelos movidos a combustão, que terão também carrocerias sedã e hatchback. Além deles, haverá também uma variação totalmente elétrica da plataforma, a e-CMP, sobre a qual o DS 3 Crossback movido apenas a eletricidade será fabricado em 2019 e chamado de E-Tense. A PSA promete para ele um pacote de baterias de 50 kWh, um motor de 136 cv e uma autonomia de 300 km sob o novo ciclo de consumo, o WLTP. No antigo ciclo europeu, o NEDC, o modelo seria capaz de chegar aos 450 km. Se o DS 3 Crossback chegar ao Brasil, será muito provavelmente importado, por mais que o P21 esteja previsto para El Palomar, na Argentina. Questão de perfil.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro