PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

Guia de compra KBB: Chevrolet Tracker

De olho em um Tracker? Listamos as principais vantagens e desvantagens dele para você

No último Guia de Compra Kelley Blue Book trouxemos o Renault Duster, que estava prestes a mudar. Agora, iremos seguir nessa mesma linha e trazer o Cheverolet Tracker. Aqui na KBB já mostramos diversos detalhes a respeito da nova geração, que será a quinta do SUV compacto. No entanto, iremos te mostrar que talvez seja mais negócio comprar o atual modelo e ainda 0 km. 

Se você ainda não conhece nosso Guia de compra, já trouxemos carros como Volkswagen Polo, Fiat ArgoPeugeot 208, Honda Fit, entre outros. Aqui, tiramos a limpo preços sugeridos, além de qualidades e defeitos de opções no mercado. Outros SUVs que passaram por aqui foram o Jeep Renegade e o Honda HR-V.

DESEMPENHO

CONFORTO INTERNO

EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA

PRÓS E CONTRAS

QUAL VERSÃO COMPRAR?

DESEMPENHO  

O foco aqui será o Tracker de quarta geração reestilizado, que chegou ao mercado brasileiro em janeiro de 2017. Isso por conta da mudança de motorização. Saiu o antigo 1.8 16V Ecotec de 140 cv e 17,8 kgfm de torque com gasolina e 144 cv de potência e 18,9 kgfm de torque com etanol, em favor do 1.4 Turbo com 150 cv de potência e 24 kgfm de torque com gasolina e 153 cv e 24,5 kgfm com etanol. 

O ganho de potência pode até não parecer muito, mas repare no torque. É um ganho considerável. Além disso, o motor sobrealimentado entrega o torque máximo muito mais cedo (3.800 rpm no 1.8 contra 2.000 rpm no 1.4 turbo). Isso acarreta em um desempenho mais agradável, especialmente na cidade. O câmbio sempre conversou bem com qualquer uma das motorizações. 

Confira o preço KBB de todas as versões do Chevrolet Tracker

Algo que também melhorou consideravelmente foi o consumo de combustível, antes um dos piores da categoria e com o 1.4 turbo se tornou uma das referências até a chegada de modelos mais modernos em 2018. Agora, com a nova motorização, conforme mostramos, a tendência é melhorar ainda mais. 

CONFORTO INTERNO

Se o Duster na semana passada esbanjava espaço, o Tracker é o contrário. O espaço é limitado mesmo para quatro adultos, por exemplo. Dependendo do tamanho do motorista e carona, os passageiros do banco de trás ficam apertados. O SUV da Chevrolet é especialmente voltado a pequenas famílias ou casais sem filhos. 

O painel de instrumentos antes das mudanças visuais era o mesmo do Onix, o que até pode ser bom para a visibilidade, mas era duramente criticado por conta do valor do preço. Nos mais recentes, o painel mistura elementos analógicos com uma pequena tela digital, o que agrega um pouco mais de requinte.

O acabamento melhorou consideravelmente nessa reestilização, contando até com couro no painel daporta. No entanto, ainda há bastante plástico rígido. Não há tantos porta-objetos e porta-malas é comparável a de hatches compactos, o mesmo problema enfrentado pelo Jeep Renegade, por exemplo. Ao menos os comandos são bem dispostos e não há grandes dificuldades para acessá-los. 

Algo que pode te incomodar é o acerto de suspensão. Ele é consideravelmente mais firme, o que é bom para dirigibilidade, mas cobra a conta quando levamos em consideração a versão topo de linha, que tem rodas de 18 polegadas. 

EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA

De série, o Tracker (a partir de 2017) conta com airbag duplo; cinto de segurança de três pontos em todos os assentos; sistema isofix para fixação de cadeirinhas infantis; luz de condução diurna, de milha e de neblina; freios ABS com EBD; rack de teto; rodas de alumínio aro 16; ar-condicionado; volante multifuncional com assistência elétrica progressiva; coluna de direção com ajuste de altura e profundidade; computador de bordo; piloto automático; retrovisores elétricos; travas e vidros elétricos com controle remoto pela chave; sistema Stop/Start; banco do motorista com ajuste de altura; multimídia MyLink com Android Auto e Apple CarPlay; OnStar com pacote Exclusive (Concierge, Segurança, Emergência, App, Diagnóstico, Navegação).

A topo de linha adiciona retrovisores laterais com aquecimento e alerta de ponto cego; câmera de ré com alerta de movimentação traseira; sensor de estacionamento; faróis e lanternas com LED; acabamento externo cromado do friso das janelas, maçanetas das portas e da tampa do porta-malas; teto solar elétrico; rodas de alumínio de 18 polegadas; chave eletrônica com sensor de presença (keyless); computador de bordo com opção de mostrador digital da velocidade; descansa-braço para o motorista e passageiros traseiros; bancos e volante com revestimento premium; banco do motorista com ajuste elétrico lombar; banco do carona rebatível e com porta-objeto na parte de baixo. Opcionalmente é possível encontrar versões com seis airbags.

Na linha 2018, a marca estreou a versão Premier que trouxe os importantes controles de tração e estabilidade. Somente ano passado os itens passaram a ser de série. 

PRÓS E CONTRAS

Vantagens Desvantagens
Desempenho Espaço
Consumo Conforto
Itens de série Acabamento
Design Itens de segurança
OnStar Isolamento acústico

QUAL VERSÃO COMPRAR?

Lá no começo falamos que possivelmente seria mais vantajoso você comprar uma unidade 0km. Agora iremos explicar. O Tracker está prestes a mudar e caso você não ligue para ter a versão mais nova, é possível encontrar bons descontos nos estoques das concessionárias.

Por exemplo, uma versão LTZ de 2017 consta em nossa ferramenta com preço médio de R$ 74 mil, enquanto uma Premier 2018 sai por R$ 80 mil. A própria Chevrolet está ofertando a configuração de entrada atual, LT, por R$ 79 mil. Como as lojas precisam abrir espaço para a nova geração, conseguimos uma contação em São Paulo da Premier com todos os equipamentos por R$ 81 mil, sendo consideravelmente mais vantajosa que as unidades seminovas. Você também pode consultar o preço de todas as versões e anos do Chevrolet Tracker em nossa ferramenta de preços.

Novo Chevrolet Tracker vai passar dos R$ 110 mil! Veja o que já sabemos sobre ele!

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro