PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Após incentivos do governo de SP, GM decide manter fábrica de SJC

Unidade receberá R$ 5 bilhões de um total de R$ 10 bilhões em investimentos previstos para o Estado de São Paulo

A GM anunciou na última terça (19) que fará um investimento de US$ 10 bilhões em suas duas unidades em São Paulo, a fábrica de São Caetano do Sul e a de São José dos Campos. O anúncio traz um alívio daqueles aos trabalhadores da última unidade, que corriam risco enorme de ver a veterana fábrica fechar definitivamente suas portas. Para SJC, como é chamada, o aporte será de R$ 5 bilhões. Investimento que teria sido conseguido com a ajuda do governo de São Paulo, que prometeu desconto de até 25% no ICMS. A GM pleiteia o desconto máximo.

Na coletiva de imprensa, o governador João Doria disse que havia sido procurado por Marcos Munhoz, vice-presidente da empresa, e que as duas fábricas da GM seriam fechadas. Sem pedidos, segundo Doria. Isso teria feito o governo se mexer e conseguir o incentivo que teria garantido a manutenção das fábricas. Seria, portanto, uma vitória do governador, que teve agilidade para evitar um desastre em termos de empregos, e da GM, que teria conseguido condições para competir com fábricas em outros Estados. Mas toda a história tem de ser ouvida com um bocado de cautela.

Fábrica da GM em São José dos Campos

Para começar, porque a fábrica de São Caetano do Sul nunca esteve ameaçada. Em 2017, a GM fechou um acordo com o sindicato local para ampliar a capacidade produtiva de 250 mil unidades para 330 mil unidades, com um investimento de R$ 1,2 bilhão. Quem é que amplia produção sem que exista demanda para que isso ocorra? Pois é. São Caetano é responsável por parte importante da produção da empresa no Brasil e terá, até o final deste ano, a produção do crossover compacto da marca, o novo Tracker. Fora Onix Joy, Spin, Cobalt e Montana. A GM não poderia ficar sem esses produtos de uma hora para outra a não ser que os importasse de algum lugar, como do México, país com o qual o Brasil passou a ter acordo de livre comércio também no dia 19.

Fábrica da GM em São José dos Campos

A unidade realmente ameaçada era a de São José dos Campos. Ali são produzidos apenas a S10 e o Trailblazer. E, segundo informações da imprensa, receberá apenas as novas gerações dos modelos que já produz. Duvidamos de que o investimento de R$ 5 bilhões se concretize se for só com estes dois produtos. A GM já desistiu de investimentos em São José dos Campos, em 2015, depois de anunciá-los. Não seria a primeira vez em que a empresa voltou atrás, mas fica a torcida para que, com o acordo com o sindicato dos metalúrgicos e com o governo, a empresa fique constrangida em não destinar novos produtos à unidade. Até que eles sejam anunciados, o risco permanece...

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Picape
SUV/Crossover
Sedã
Hatchback
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro