PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

Como foi 2017 para o mercado automotivo brasileiro, segundo dados de venda da Fenabrave

Balanço final do ano mostra novos campeões de vendas, oportunidades de mercado e o que podemos esperar para 2018


Saiu nesta quinta (4) o resultado final de emplacamentos de 2017. Os dados de vendas da Fenabrave, entidade que tem acesso aos dados do Renavam, mostram que o mercado brasileiro cresceu 9,36% de 2016 para o ano passado, com aumento de 9,94% entre os automóveis de passeio e de 6,09% entre os comerciais leves. Também revelam que alguns modelos continuam firmes nas preferências dos brasileiros, como o Chevrolet Onix. Ele foi novamente o automóvel mais vendido do país, com 188.654 unidades, algo preocupante quando se sabe que ele recebeu nota 0 nos testes do Latin NCAP. Mas também evidencia que alguns segmentos de mercado são promissores, como o de SUVs médios. O Jeep Compass, em seu primeiro ano cheio de vendas (ele foi apresentado em setembro de 2016), chegou à liderança não só de seu segmento, mas foi também o SUV mais vendido do Brasil, superando o HR-V.

 

Analisados caso a caso, os segmentos de mercado só apresentaram crescimento entre "picapes grandes" (na verdade, as médias), SUVs e hatchbacks pequenos. Todos os demais perderam participação, incluindo os sedãs médios, entre os quais o Toyota Corolla teve uma participação assustadora: 43,08%. O sedã japonês também ficou em 7º lugar entre os modelos mais vendidos do Brasil, superando veículos como Fiat Mobi, VW up! e até Toyota Etios, sensivelmente mais baratos. Quem mais sofreu foram os hatchbacks médios: de uma partipação de 1,95% em 2016, eles caíram para 1,09% em 2017. Quase metade. Outro segmento que perdeu bastante foi o de sedãs compactos, que saiu de 16,83% de participação em 2016 para 14,86% em 2017.

Fenabrave - segmentos de mercado em 2017

Ainda que alguns modelos tenham motivos para preocupação, o mercado não tem do que reclamar. Com um crescimento de quase 10%, ele mostrou estar em recuperação por um dado curioso: o aumento de participação dos modelos com motor 1.0. Foram eles os que mais sofreram com a crise econômica, que inviabilizou financiamentos, dos quais eles dependem mais fortemente. Com taxas de juro menores e a retomada da confiança, eles voltaram a vender bem, aumentando sua participação de mercado de 33,85% para 35,41%.

Confira abaixo os 50 modelos mais vendidos de 2017.

Os 50 modelos mais vendidos em 2017 no Brasil

 

Compartilhar

Notícias Recentes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

  • Hatchback

  • Sedã

  • SUV/Crossover

  • Picape

  • SW/Perua

  • Van/Minivan

  • Cupê

  • Conversível

  • Hibrido/Elétrico

  • Luxo

PUBLICIDADE