PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Novo Mercedes-Benz GLC parte de R$ 294.900 e só tem motor a diesel

SUV será vendido em duas versões de equipamentos; GLC Coupé continua com motorização a gasolina, agora com 258 cv

A Mercedes-Benz apresentou nesta quarta-feira (23) os novos GLC e GLC Coupé em evento realizado em São Paulo (SP). Ambos SUVs médios passaram por um facelift leve de meia vida, mas ganharam equipamentos revelantes nesta linha 2020 além de um novo motor turbodiesel, no caso do GLC, e mais potência, para o GLC Coupé. Os preços do GLC partem de R$ 294.900 para a versão 220 d 4MATIC Off-Road e R$ 329.900 para a 220 d 4MATIC Enduro, enquanto o GLC 300 4MATIC Coupé custa R$ 362.900.

A atualização do visual do GLC seguiu a receita que já estamos acostumados na indústria. Na frente, mudaram o para-choque, grade frontal e o desenho interno dos faróis, com nova assinatura de LED e faróis também de LED, e atrás há novas saídas de escapamento e desenho das lanternas. As rodas de 19'' também ganharam estilo renovado. 

Mercedes-Benz GLC 220 d Enduro

A grande novidade do novo GLC fica por conta mesmo é do motor e do seu conteúdo. Començando pelo propulsor sob o capô, trata-se de um 2.0 turbodiesel inédito para o modelo, capaz de gerar 194 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, trabalhando com câmbio automático de 9 marchas. Para se enquadradar dentro da legislação que permite o uso de motor diesel em carros de passeio, a marca afirma que o modelo cumpre com todos os 5 critérios exigidos por lei sobre as dimensões do carro (ângulos de entrada, saída e ventral), tração integral e uma primeira marcha e um modo do controle de estabilidade que desempenha função similar ao de uma tração 4x4 reduzida.

Quer ver os preços de Mercedes-Benz GLC seminovos e usados? Clique aqui! 

Mercedes-Benz GLC 220 d Enduro

Segundo o Inmetro, o GLC diesel é capaz de rodar 12 km/l na cidade e 15,2 km/l em rodovias o que pode lhe render uma autonomia de mais de 800 km com um tanque cheio, se considerarmos uma média ponderada entre 55% de uso urbano e 45% rodoviário. Porém, mais do que apelar para a sua eficiência, a Mercedes destaca mesmo é que o GLC diesel é um carro para "todo tipo força", como dizem para enfatizar as capacidades fora-de-estrada que ele possui. O utilitário tem suspensão 18 mm mais levada em relação ao modelo anterior e ao Coupé, mas apesar de contar com dois modos de condução "off-road" ele não dispõe de suspensão adaptativa. A alteração do comportamento é exclusivamente eletrônica pelo mapeamento do acelerador, motor e intervenção do ESC. 

Mercedes-Benz GLC 220 d Enduro

Quanto ao conteúdo mencionado, a versão topo de linha do GLC 220, a Enduro, vem com uma extensa lista de equipamentos de série. As duas principais novidades do modelo são as telas digitais do painel de instrumentos e da central multimídia, que agora têm o mesmo sistema estreado pela nova geração do Classe A, batizado de MBUX. A tela do painel tem 12,3'' e é configurável com três diferentes tipos de layout que você navega por um botão sensível ao toque no volante. Já a tela à direita tem 10,25'', toda touchscreen, mas com comandos redundantes no novo touchpad posicionado no console central. O sistema não demanda muito tempo para você entendê-lo, pois tem boa dose de intuitividade, além de contar com um recurso de comandos de voz, que, segundo a Mercedes, dispõe de inteligência artificial para compreender melhor o motorista e aprender seus hábitos para antecipar suas configurações preferidas ao conduzir o veículo. Para quem preferir, há compatibilidade com Android Auto e CarPlay também. 

Mercedes-Benz GLC 220 d Enduro

Seguindo os principais destaques da versão mais cara, temos: controlador de velocidade adaptativo (ACC), alerta de colisão frontal com frenagem autônoma de emergência, 7 airbags, assistente de permanência na faixa (que atua por meio dos freios para corrigir a trajetória) aliado ao alerta de ponto cego, alerta de tráfego cruzado na frente e atrás, carregamento de celular por indução, estacionamento automático com câmeras 360º, sistema de som Burmester com 13 alto-falantes e mais de 500W de potência. O modelo ainda conta com: ar-condicionado de duas zonas, teto solar panorâmico, ajustes elétricos dos bancos com memória, chave presencial, partida por botão, sensores de luz e de chuva e pneus runflat. 

A diferença deste pacote da versão Enduro para a de entrada Off-road é a subtração dos seguintes equipamentos: câmeras de 360º, ACC, sistema de áudio Burmester, teto solar panorâmico e pacote de luzes ambientes com 64 cores.

Mercedes-Benz GLC 300 Coupé

 

GLC COUPÉ

A versão "cupê" do GLC passou pelo mesmo tratamento estético que a regular no que diz respeito ao facelift de meia-vida. A versão 300 traz lista idêntica de equipamentos em relação ao GLC 220 Enduro, todavia sua propulsão é diferente: um motor a gasolina. Para a linha 2020, o motor M264 2.0 turbo de 4 cilindros em linha ganhou algumas atualizações para render 258 cv e 37,7 kgfm de torque (a versão 250 da linha anterior tinha 211 cv). 

Os dois SUVs médios já estão disponíveis nas concessionárias da marca em todo país. Em breve, você lerá aqui na KBB Brasil quais foram as nossas primeiras impressões ao dirigir o novo GLC! Acompanhe-nos nas redes sociais (instagram e facebook, ambos kbb.brasil) para ficar por dentro das nossas novidades! 

 

 

 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro