PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Ssangyong e-SIV antecipa quarta geração do Korando

Como a mudança não deve demorar, conceito também serve de alerta para quem quiser evitar desvalorização futura

Pouco depois de a Chery lançar no Brasil o Celer, o modelo ganhou uma reestilização na China. Logo em seguida, a marca anunciou que fabricaria aqui tanto o hatch quanto o sedã. Em conversa com o pessoal da marca, mostramos preocupação com o que seria fabricado aqui. Se ele fosse o modelo reestilizado, quem comprasse o importado com aparência antiga fatalmente se sentiria lesado por uma mudança tão grande em tão pouco tempo. Disseram que o modelo a ser fabricado seria o mesmo à venda naquela época. Mas não foi. E o Celer se tornou, em boa medida, o motivo de a Chery estar agora nas mãos da CAOA. Contamos esse "causo" para alertar sobre algo parecido, prestes a acontecer de novo. Por conta de um lançamento do Salão de Genebra, o Ssangyong e-SIV, conceito de SUV elétrico que antecipa a quarta geração do Korando.

O e-SIV, ou electric-Smart Interface Vehicle (algo como veículo elétrico de interface inteligente), não teve nenhum de seus dados divulgados, mas ele é o terceiro modelo da série de conceitos elétricos da marca, chamados de SIV-1 e de SIV-2, mas também de Tivoli EVR. O fato de o terceiro conceito da série ser do mesmo tamanho do Korando é sintomático. A imprensa coreana dá como certo que ele inspirará o novo Korando, previsto para chegar em 2019.

Ssangyong Korando

No Brasil, a Ssangyong previa começar a comercializar o "new Korando", como ela chama a geração atual, neste mês de fevereiro, mas ainda não houve anúncio oficial das vendas. O que torna tudo um pouco mais complicado. Dependendo de quando o realmente novo for apresentado no exterior, o "new Korando" ficará em nosso mercado por menos de um ano. Para um carro que deverá começar a custar R$ 135 mil, mesmo com motorização diesel, será um baque e tanto na desvalorização. E é pena, já que o Korando é o melhor dos Ssangyong que marcam a volta da empresa coreana ao Brasil. Cá entre nós, melhor seria se a importadora tivesse optado por não trazê-lo neste momento de fim de vida e aguardasse até o ano que vem pela quarta geração. Se você não resistir ao Korando, tente comprar um usado. Ou compre-o com a intenção de ficar com ele por vários anos, a fim de mitigar a desvalorização que ele certamente sofrerá.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro