PUBLICIDADE
HomeNotíciasNovidades
Compartilhar

Pirelli lança tecnologia que sela furos e novos pneus

Empresa traçou plano para se tornar carbono neutro em 2030

Alguns dos pilares envolvendo a compra de veículos estão atrelados a segurança e consumo de combustível. Essas exigências, sejam por força das leis, como o Proconve L7, ou pelos próprios consumidores, impactam as fabricantes, que repassam essas demandas para os seus fornecedores, incluindo os produtores de pneus. Para atender essa demanda, a Pirelli apresentou um plano detalhado para se tornar uma empresa de carbono neutro, além de novos produtos.

Começando pelo planejamento futuro, a empresa prevê utilizar 40% a mais de materiais renováveis em 2025, além de outros 60% em 2030. A redução de materiais fósseis também será de 40% em 2025 e outros 30% em 2030. A emissão de CO2 será 25% menor em 2025 na comparação com 2015.

Aliás, esse período entre 2025 e 2030 marcarão a corrida pelo selo de empresa com carbono neutro. Para isso, além das medidas já citada, a empresa adotará 100% de energia renovável já em 2025. O consumo de água, que já caiu 70% nos últimos 12 anos, será reduzido em 43% até 2025. Por fim, 60% das homologações serão para carros elétricos.

Novos produtos

A empresa apresentou três novidades. A primeira delas é o Cinturato P7, que ganhou novo perfil e desenho de banda de rodagem, além de compostos diferentes. Segundo a Pirelli, o foco está nos segmentos de médio e alto desempenho. O novo desenho contribui para melhorar a performance em diversas condições de dirigibilidade.

A segunda novidade é o Scorpion, que aumentou seus níveis de segurança e reduziu o consumo de combustível. Na prática, pelas contas da Pirelli, o custo anual com combustível cai de R$ 13.070 para R$ 12.332. A etiquetagem do pneu, dependendo da medida, subiu de E para A. Isso é possível pela menor resistência a rodagem. Este é um produto destinado para SUVs e picapes com rodagem 100% urbanas.

No entanto, a empresa também apresentou o Scorpion HT, que substitui o famoso ATR, neste caso, o uso recomendado é 70% asfalto e 30% off-road. O Scorpion AT também é destinado a SUVs e picapes.

Por fim, a Pirelli também apresentou a tecnologia Seal Inside, disponível para diversas linhas da empresa. A novidade permite que o veículo continue rodando e evita a perda de pressão em perfurações de até 5 mm na banda de rodagem. O funcionamento é simples, na parte interna há uma massa selante que é arrastada para o interior do orifício quando o objeto perfurante é removido, não necessitando de nenhuma medida por parte do proprietário.

O grande diferencial em relação ao run flat é a não necessidade de aro exclusivo. Por outro lado, é recomendável que o veículo tenha sensor de perda de pressão dos pneus. Inicialmente, a Pirelli prevê 20 medidas entre 16 e 19 polegadas. O custo médio é 15% acima dos pneus convencionais.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro