PUBLICIDADE
HomeNotíciasMercado
Compartilhar

BMW diz que produção em massa de elétricos só será viável em 2020

Quinta geração de elétricos da marca teria uma vantagem em custos de "dois dígitos", segundo Harald Krüger, CEO da marca

Em uma conversa com analistas de mercado nesta quinta (22), o CEO da BMW, Harald Krüger, disse que a empresa só fabricará elétricos em larga escala a partir de 2020. Isso porque, segundo ele, a quinta geração de elétricos da empresa, ainda em desenvolvimento, apresenta vantagens de custo em relação à atual, a quarta, da ordem de "dois dígitos", de acordo com a Automotive News. "Queremos que a quinta geração seja muito mais competitiva, por isso não queremos ampliar a produção da quarta geração."

Lançado em 2013, o BMW i3 é o exemplo mais evidente da chamada quarta geração de elétricos da marca. Em 2019, o Mini terá seu novo EV, provavelmente ainda parte desta fornada, mas em 2020 a BMW planeja ter uma versão totalmente elétrica do X3. Sem contar a versão de produção do conceito iVision Dynamics, que provavelmente será chamado de i4. Ele teria uma autonomia de até 700 km. Na China, a BMW já escolheu a CATL (Contemporary Amperex Technology" como parceira na produção de seus pacotes de bateria. Fala-se também que a marca terá em breve baterias "solid state", mais rápidas de carregar, leves e baratas que as de íons de lítio. E que disputaria a primazia nelas com a Toyota, parceira da marca alemã nos novos Z4/Supra.

 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro