PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

Será que um SUV é o automóvel mais indicado para seu estilo de vida?

É verdade que eles estão na moda, mas, tendências à parte, é importante conhecer os prós e contras deste tipo de veículo


Nem é preciso dizer que os SUV estão, neste momento, entre o tipo de automóveis mais procurados no mercado. Tanto que fizemos uma análise recente sobre os motivos práticos para tanta procura. E que isso justifica o fato de a grande maioria das marcas correr para apresentar soluções para todos os gostos e carteiras. Mas, tendências à parte, será que um SUV é mesmo o automóvel mais indicado para você?

O que é um SUV?

SUV significa “Sport Utility Vehicle”, uma designação criada para definir veículos que misturam o gênero “todo-terreno” com o automóvel familiar tradicional, aproveitando os aspectos práticos (utilitários) de um e o conforto e o dinamismo do outro. Historicamente, o primeiro modelo a mostrar que há um mercado urbano para estes carros foi o Land Rover Range Rover de 1970, que oferecia as dimensões de um automóvel compacto, mas também a tração e a estética de um fora-de-estrada. A popularização do conceito, porém, aconteceu com o Ford Explorer Bauer Edition, em 1990. Foi a partir daí que eles começaram a ocupar espaço. E a tirá-lo de modelos mais tradicionais, como sedãs, peruas e mesmo de hatchbacks médios.

Qual é a diferença deles para crossovers e aventureiros?

Para que um veículo seja verdadeiramente considerado um SUV, é preciso que ele tenha capacidade off-road legítima, ou seja, que ele seja capaz de enfrentar atoleiros e terrenos pelos quais um automóvel comum não passaria. Com o tempo, os fabricantes notaram que pouquíssimas pessoas que queriam comprar um SUV precisavam ou sequer sabiam usar os recursos fora-de-estrada de seus veículos. Foi daí que surgiram os crossovers, modelos que parecem ser SUVs, com bom vão livre e rodas grandes, mas que trazem tração apenas dianteira. Ou que, tendo tração nas quatro rodas, não seriam capazes de enfrentar um lamaçal por não terem bloqueios de diferencial, marcha reduzida ou pneus lameiros. Marcas que não tinham nem SUVs nem crossovers para oferecer apelaram para os aventureiros, modelos comuns modificados para se parecerem com SUVs. Os exemplos mais populares de aventureiros são a Fiat Palio Weekend Adventure, o VW CrossFox e, mais recentemente, o Renault Kwid.

Vantagens de um SUV (ou crossover)

Quem escolhe um SUV ganha uma posição de direção (e de assento, nos demais bancos) mais elevada. Isso facilita o acesso ao interior nos casos de motoristas e passageiros mais altos, assim como o de mais idosos. Também há mais espaço em altura e um automóvel mais alto, com rodas maiores. Por serem mais caros, SUVs e crossovers costumam vir mais equipados e trazem um estilo mais aventureiro, que "rejuvenesce" seus motoristas e fazem com que eles pareçam mais ativos. Mesmo com aquela barriga de chope de "9 meses".

Desvantagens de um SUV (ou crossover)

Por terem uma maior distância em relação ao solo, estes veículos acabam por ter um centro de massa mais alto. Trocando em miúdos, isso que faz com que o veículo tenha uma maior tendência a capotar. Para compensar, as suspensões são afinadas de uma forma diferente, o que, com rodas maiores, poderá comprometer o conforto. O seu peso também tem implicações nas frenagens e entradas em curva, que terão de ser mais delicadas, tornando os SUV menos ágeis. Além disso, como muitos dos SUVs e crossovers vêm equipados com os mesmos motores de veículos comuns, o peso extra pode ter também implicações no desempenho. Eles podem apresentar acelerações piores. Quem também fica normalmente comprometido é o consumo, afetado tanto pelo peso como pela maior resistência aerodinâmica. 

Some a tudo isso peças normalmente mais caras. Exemplo disso são os pneus, bem maiores que os de um carro comum. Os amortecedores, justamente por serem preparados para um uso mais severo, também custam mais. O espaço interno também poderá não ser muito maior, exceto em altura, que o de carros comuns, já que muitos SUVs e crossovers são construídos sobre a mesma plataforma destes veículos. Finalmente, há a utilização urbana, que pode ser mais complicada nas manobras e vagas de garagem mais apertadas.

Quais são as alternativa aos SUV e quetais?

Lamentavelmente, as preferências do consumidor brasileiro, normalmente com um comportamento de manada, acabam por penalizar as demais opções. Se antigamente não se achava carros de quatro portas à venda, já que ninguém os comprava, hoje o que anda em falta são modelos de apenas duas portas. Antes carros brancos eram rejeitados. Hoje, têm até sobrepreço. Em suma, quando o brasileiro começa a comprar algum tipo de veículo, ele se torna tão dominante que os demais somem do mercado. As primeiras vítimas dos SUVs e quetais por aqui foram as minivans, seguidas pelas peruas e, brevemente, por sedãs e hatchbacks médios. Isso já mostra bem quais seriam as alternativas a eles.

Para descobrir outras, navegue no nosso site e procure os carros que estão no mesmo nível de preço do SUV ou crossover que gostaria de ter. Isso poderá lhe mostrar que, para um casal sem filhos, um hatchback esportivo seria uma opção mais divertida e até econômica. Ele pode não oferecer tanto espaço, mas para que um casal sem filhos precisaria de um porta-malas generoso? Para quem planeja aumentar a família, uma perua, ou mesmo uma minivan, poderia oferecer o mesmo espaço, equipamentos e comodidade sem os pênaltis dos SUVs. Quem se desloca maioritariamente por percursos urbanos também teria nesses modelos, de dimensões menores que os SUVs e assemelhados, um trambolho para circular ou estacionar por aí. Especialmente aqueles com estepe na traseira, que precisam de muito mais espaço para abrir os porta-malas corretamente.

Há não muito tempo, única indicação legítima para a compra de veículos deste tipo seria a necessidade de enfrentar estradas de terra, lama ou outros pisos difíceis. Com a ressalva de que eles custariam muito mais do que os que apenas querem se parecer com eles. Tudo pelos recursos especiais que oferecem. Por sorte, já existem crossovers de consumo mais baixo e mais estáveis em curvas do que os pioneiros. Diante da falta de opções, e das novas necessidades que o crescimento e o envelhicimento da população impõem, talvez você não tenha como fugir de um SUV. Só se certifique de escolhê-lo sabiamente.

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

  • Hatchback

  • Sedã

  • SUV/Crossover

  • Picape

  • SW/Perua

  • Van/Minivan

  • Cupê

  • Conversível

  • Hibrido/Elétrico

  • Luxo

PUBLICIDADE