PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

Guia de compra KBB: Chevrolet Spin

De olho em uma Spin usado? Listamos as principais vantagens e desvantagens dele para você

A Chevrolet Spin, definitivamente, não era um carro bonito em seu lançamento, em 2012. Algo que só foi corrigido em 2018 para a linha 2019. No entanto, sempre foi racional. Afinal, até hoje é o veículo mais barato do mercado com opção de sete lugares. Sendo assim, faz sentido ela ser uma das nossas opções para o Guia de compra Kelley Blue Book. 

Se você ainda não conhece nosso Guia de compra, já trouxemos carros como Volkswagen Polo, Fiat Argo, Jeep Renegade, Peugeot 208, Honda Fit, entre outros. Aqui, tiramos a limpo preços sugeridos, além de qualidades e defeitos de opções no mercado.

DESEMPENHO

CONFORTO INTERNO

EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA

PRÓS E CONTRAS

QUAL VERSÃO COMPRAR?

DESEMPENHO

Com a missão de substiuir a consagrada Zafira, a Spin não teve vida fácil na crítica e com o público, apesar do bom número de vendas. Além de poucas soluções modernas, como tinha a antecessora, a novidade trocou o 2.0 (Zafira tinha versões de 8V com 116 cv e 16V com 138 cv) por um 1.8 8V Ecotec de até 111 cv e 17,7 kgfm de torque. 

Sendo assim, o desempenho nunca foi o forte da Spin. Tanto que a arracanda até os 100 km/h é feita em cerca de 13 segundos. As arrancadas também não são muito animadoras. As opções de câmbio são: manual de cinco marchas ou automático de seis. No caso do manual, os engates são precisos e as marchas bem escalonadas.

Confira o preço KBB de todas as versões da Chevrolet Spin

Quando falamos do câmbio automático as coisas são um pouco mais complicadas. Assim como acontece com Onix e outros compactos, a transmissão "sobra" em relação ao motor. Assim, há alguma confusão em termos de reduções. Algo revisto somente na atualização visual na linha 2019. 

Apesar disso, o motor 1.8 dá conta do recado na cidade, especialmente por entregar boa parte do torque em baixa rotação. No entanto, não espere por um excelente consumo. Segundo o Inmetro, a minivan faz 7 km/l e rodoviário de 8,3 km/l na estrada, ambos com etanol. Se a escolha for pela gasolina, os números são de 10,3 km/l na cidade e 12 km/l na estrada.

CONFORTO INTERNO

Seguindo a linha dos compactos da GM, o acabamento da Spin não é dos melhores. Há uso extensivo de plástico rígido. Nos primeiros modelos rebarbas e peças mal encaixadas são facilmente encontradas. As atuais continuam com plásticos rígidos, mas melhoraram a montagem.

Obviamente, o grande trunfo da Spin é espaço. Para cinco passageiros há espaço de sobra, inclusive para a bagagem. A suspensão também trata bem os ocupantes, filtrando bem os problemas do nosso asfalto, mas sem comprometer a segurança e estabilidade em curvas mais rápidas. 

Apesar do espaço, há poucos porta-objetos. O principal deles fica na frente da alavanca do câmbio. Outro ponto em que é possível colocar certo volume de objetos é no painel da porta. 

O espaço fica comprometido quando se viaja com sete pessoas. Os bancos são pequenos para adultos e afetam o conforto, o ideal é levar crianças na última fileira. Caso precise do veículo com sete lugares sempre, terá de optar por um bagageiro de teto, já que o porta-malas deixa de ser utilizável.

EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA

Entre os itens de série estão direção hidráulica, ar-condicionado, velocímetro digital, travas e vidros elétricos e ajuste de altura do banco do motorista e do volante. Portanto, apenas o básico. Há ainda os obrigatórios freios ABS e duplo airbags. 

As melhorias no pacote começavam na LT, que adiconava rodas de liga leve e sistema de som com MP3 e Bluetooth. Ainda mais? Somente a partir da linha 2014, quando a Spin finalmente ganhou o sistema multimídia MyLink.

PRÓS E CONTRAS

Vantagens Desvantagens
Espaço interno Acabamento
Posição de dirigir Itens de série
Custo-benefício Equipamentos de segurança
Porta-malas Banco da terceira fileira
Painel digital Poucos porta-objetos

QUAL VERSÃO COMPRAR?

A configuração mais barata, obviamente, é a mais antiga e mais simples. Trata-se da LS 2013, que atualmente custa, em média, R$ 33.338, porém, como mostramos acima, possui menos itens de série, além de ser para somente cinco pessoas. Se esse espaço é o suficiente para você, opte pela LT AT, que custa cerca de R$ 3 mil a mais. 

Se desejar mais itens, pode optar pela LTZ e ai sim ter os sete lugares. Nesse caso, o preço médio é R$ 40 mil. . Agora, se o visual da versão antiga de incomodar, é necessário olhar para a linha 2019 e o custo mínimo é de R$ 66.580Você pode consultar outros ano-modelos, versões e até mesmo selecionar os itens de cada versão em nossa ferramenta exclusiva de preços.

CONFIRA NOSSA AVALIAÇÃO DO MODELO RENOVADO

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro