PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

Guia de compra KBB: Volkswagen up!

De olho em um up! usado? Listamos as principais vantagens e desvantagens dele para você

Conforme mostramos na última semana, o Volkswagen up! passará a ser homologado para apenas quatro passageiros. Pensando nisso, é uma boa oportunidade adquirir um seminovo, além de mais barato que o 0 km, é possível encontrar unidades melhor equipadas e que ainda levarão o quinto elemento. 

Se você ainda não conhece nosso Guia de compra, já trouxemos carros como Volkswagen Polo, Fiat ArgoPeugeot 208, Honda Fit, entre outros. Aqui, tiramos a limpo preços sugeridos, além de qualidades e defeitos de opções no mercado. O Jeep Renegade e o Honda HR-V representam os SUVs em nosso Guia. 

DESEMPENHO

CONFORTO INTERNO

EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA

PRÓS E CONTRAS

QUAL VERSÃO COMPRAR?

DESEMPENHO  

O up! foi lançado em 2014 com o motor 1.0 MPI de três cilindros e 82 cv e 10,4 kgfm de torque quando abastecido com etanol. O câmbio podia ser manual de cinco marchas ou automatizada I-Motion. Esse propulsor, ainda usado, garante agilidade na cidade e não faz feio na estrada, especialmente por conta do baixo peso.  

A Volkswagen informa que o Up! vai de 0 a 100 km/h em 12,6 segundos com gasolina e em 12,4 segundos com etanol. Segundo o Inmetro, o modelo tem médias baixas de consumo: utilizando somente etanol, faz 9,1 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada.

Confira o preço KBB de todas as versões do Volkswagen up!

A menina dos olhos de muita gente é o up! TSI, lançado em 2015. Dotado de turbo, o pequeno motor passa a render 105 cv e 16,3 kgfm de torque, sempre com câmbio manual de cinco marchas. Aqui sim o desempenho é acima da média, em qualquer situação. O 0 a 100 km/h é feito em cerca de 9 segundos, enquanto o consumo fica na casa dos 9,6 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada, sempre com etanol.

CONFORTO INTERNO

Esse talvez seja o grande ponto fraco do up!. Há espaço suficiente para quatro pessoas no máximo, como será a partir de agora. No entanto, os bancos não são tão confortáveis, os da frente são inteiriços e finos, enquanto o traseiro é posicionado mais na vertical, dificultando a acomodação.

FOTO

A suspensão é um pouco firme, como é normal nos Volkswagen, mas não chega a ser desconfortável. Entre os espaços, o destaque fica com a porta, que chega a abrigar garrafas grandes de água. No geral, há poucos porta-objetos. 

EQUIPAMENTOS E TECNOLOGIA

Entre os itens de série estão freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD) e alerta de frenagem de emergência (ESS), fixação da cadeirinha de criança com sistema Isofix (mais fácil que o de cintos), banco do motorista com ajuste de altura (milimétrico, segundo a VW), apoios de cabeça traseiros, alerta sonoro de faróis acesos, desembaçador traseiro, tampa do porta-malas com abertura elétrica e rodas de 13 polegadas.

A sentida ausência do ar-condicionado não é exclusividade da Take, que era a configuração de entrada. Move e High também não possuem o item. Em todos os casos são opcionais. No mercado de usados, dificilmente encontrará versões sem o dispositivo. 

A vida dentro do up! melhorou com a reestilização apresentada em 2017. O up! ganhou filete de LED branco no painel (a partir da versão Move), novas texturas, suporte para celular e painel de instrumentos redesenhado. A marca também criou um sistema de conexão para smartphones, chamado de "Composition Phone". Apesar disso, conectividade não é o forte do up!, prova disso é que proprietários buscam soluções no mercado de pós-venda.

Nessa reestilização, itens como sensores de chuva e luz também foram adicionados nas versões mais caras. Além disso, somente a configuração de entrada não oferecia o ar-condicionado.

PRÓS E CONTRAS

Vantagens Desvantagens
Economia de combustível Conforto
Dirigibilidade Itens de série (antes de 2017)
Custo-benefício Espaço interno
Desempenho Simplicidade no acabamento 
Motor turbo Conectividade

QUAL VERSÃO COMPRAR?

Seguindo a lógica de sempre, a versão mais simples é a mais barata, neste caso, a Take, que tem preço médio de R$ 25 mil, mas que deve ser descartada por ter apenas duas portas, sendo que o de quatro portas é apenas R$ 1 mil mais caro. 

Antes da reestilização, a configuração mais interessante são as Black, Red e White, baseadas na topo de linha High, mas com acabamento diferenciado nas tonalidades dos nomes. O preço médio é de R$ 34 mil. 

No entanto, se formos recomendar uma configuração, seria a Move TSI da linha 2018, afinal, tem o melhor motor e o nível de equipamento mais requisitado no dia a dia, porém, seu custo médio é de R$ 45 mil. Você também pode consultar o preço de todas as versões e anos em nossa ferramenta exclusiva. 

CONFIRA NOSSA AVALIAÇÃO DO VOLKSWAGEN UP!
 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

Hatchback
Sedã
Picape
SUV/Crossover
SW/Perua
Van/Minivan
Cupê
Conversível
Luxo
Hibrido/Elétrico
PUBLICIDADE

Encontre o Preço do Seu Carro