PUBLICIDADE
HomeNotíciasDicas
Compartilhar

Por que os lojistas pagam menos pelo seu carro?

Saiba o que faz a diferença na hora de vender seu carro usado para particular ou revendedor

Quem já passou pela experiência de vender um carro usado sabe que um dos principais dilemas enfrentados nesta situação é o seguinte: vender para particular ou para uma loja? Existem argumentos interessantes para ambas estratégias, mas uma questão sempre deixa o consumidor com um pé atrás, caso decida priorizar a comodidade ao optar por uma loja: "por que os revendedores pagam menos pelo meu carro?". Existem explicações para esta pergunta, mas isso não significa que você deve entrar na negociação desprovido do quanto realmente o seu carro vale no mercado. 

Esta discrepância entre o valor que o consumidor tem de referência no mercado pelas tabelas tradicionais e o que de fato ele recebe como oferta do lojista diz respeito aos custos que o revendedor deve arcar ao comprar um carro usado. "O lojista tem que fazer uma análise que chamamos de 'top-down' na indústria, pela qual ele parte do preço cheio de referência de mercado de determinado modelo e, de acordo com a margem dele, o revendedor calcula o preço que vai adquirir para pagar seus custos", explica Ricardo Fischer, gerente de avaliações e inteligência de mercado da KBB Brasil. "Dentro desta margem existe o custo variável, que é o produto em si, e seus custos fixos da administração, como pagamento da comissão dos vendedores, serviços como água e luz, internet e a própria remuneração do lojista", complementa. 

Como o comércio atacado de veículos ainda é incipiente no Brasil, ou seja, a negociação direta entre lojistas e leilões, as referências médias mais conhecidas da indústria acabam por distorcer a expectativa que o consumidor leva em conta na hora de definir qual preço ele deverá comercializar seu carro e o quanto esperar dos lojistas por ele, justamente porque estes valores desconsideram todos os fatores citados por Fischer. É por isso que a KBB Brasil pode servir como uma fonte indepentente da indústria para sanar este problema e, assim, gerenciar melhor as expectativas dos proprietários de veículos na hora da negociação com os lojistas. 

Na KBB você sabe o preço certo para vender para lojistas

A KBB Brasil foi pioneira ao trazer de maneira gratuita e transparente ao consumidor brasileiro as ferramentas mais completas de pesquisa de preço de carros novos e usados disponíveis no mercado. Ao todo, oferecemos em nosso site cinco tipos de preços diferentes. Nós somos a única fonte de pesquisa que pode informar ao consumidor o preço de mercado do carro usado que você quer vender seja para particular ou para lojista. "Hoje, a KBB Brasil estima o preço de troca do lojista, que se trata de uma média que o mercado considera por determinado modelo, o quanto o revendedor vai pagar por ele", esclarece Fischer. "A metodologia 'bottom-up' que a KBB Brasil utiliza leva em conta os dados disponíveis no mercado de atacado, isto é, informações de leilões e lojistas, para fazer uma correlação entre elas e a análise 'top-down' dos revendedores."

Portanto, ao consultar o Preço de Revendedor KBB, o consumidor pode saber de maneira mais precisa qual é a faixa de preço certa que ele pode esperar dos lojistas na hora de negociar os valores do seu carro. Além de ajudar a definir o preço do seu carro, a KBB Brasil também pode te ajudar a prepará-lo para valorizar o estado de conservação do seu carro (logo, aumentando as chances de receber mais por ele) e como fazer um bom e atraente anúncio de carro usado na internet. Para saber o quanto seu veículo vale neste momento, é só usar este atalho aqui embaixo. Boa pesquisa! 

Compartilhar
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

  • Hatchback

  • Sedã

  • SUV/Crossover

  • Picape

  • SW/Perua

  • Van/Minivan

  • Cupê

  • Conversível

  • Hibrido/Elétrico

  • Luxo

PUBLICIDADE