PUBLICIDADE
HomeNotíciasAvaliações
Compartilhar

Avaliação KBB™ - Honda Accord EX V6

Sedã, já substituído no exterior, ainda mostra boas qualidades para os interessados em seus descontos


Em um mercado que recebe modelos como o Chevrolet Equinox, com seu motor de Camaro, e até o Honda CR-V Touring 2018, muito bem recheado e espaçoso, quais são as chances que um sedã grande tem? Mais especifamente um sedã desatualizado e vendido pelo mesmo preço ou até mais caro, como é o caso do Honda Accord? Já renovado no exterior, o veterano continua à venda no Brasil por um valor de R$ 162.500 em versão única, a EX V6, mas o Preço KBB revela que ele pode ser encontrado por cerca de R$ 150 mil. Um bom desconto para um modelo de perfil clássico, que ainda tem seus fãs em um mercado alucinado por SUVs.

 

Você gostará do Accord EX V6 se…

Quem não liga para a necessidade de passar uma imagem mais jovial, não tem filhos pequenos para instalar em cadeirinhas e não é lá muito alto tende a se sentir em casa no Accord. Aliás, com o entre-eixos de 2,78 m, você se sentirá em casa no sedã mesmo se tiver mais de 1,80 m. Como todo sedã, o modelo da Honda oferece uma posição de dirigir baixa, tem um interior sóbrio e de boa ergonomia e é muito confortável.

Talvez você não curta muito…

Apesar de ter um belo V6 sob o capô, o Accord não é especialmente animado para tocadas mais esportivas. Seu 6-canecos também não é, por natureza, um dos motores mais musicais do mundo, mas bebe como convém a unidades de mais de 3 litros. O que torna a decisão de comprá-lo, especialmente quando confrontado como SUVs de motores menores, mais eficientes e bem dispostos algo que só os bons descontos ou alguma paixão particular ajudarão a explicar.

Honda Accord EX V6

O que tem de novo em 2018

Lá fora, o Accord tem uma geração inteiramente nova. Por aqui, ele é vendido praticamente sem alterações desde 2016.

Dirigindo o Accord EX V6

A preferência por sedãs normalmente se dá por motoristas que gostam de um estilo mais esportivo de direção, com bancos mais baixos e respostas mais prontas do acelerador. Destes dois quesitos, o Accord só cumpre com o primeiro, por uma questão de concepção. Esportividade não é algo que o destaque. Muito em razão de sua programação de câmbio e de acelerador.

Honda Accord EX V6

Coloque-se atrás do belo painel de instrumentos, bem desenhado e de fácil leitura, ligue o sedã apertando o botão de partida e coloque o câmbio em D. É o que basta para começar a se ressentir pelo modo como o Accord se comporta. Falta progressividade ao sedã.

Se você quiser que ele ande um pouco mais rápido, terá de enfiar o pé no acelerador. Quase como um botão "liga-desliga", ele ou faz o carro acelerar vigorosamente ou a se mover com indolência. Por sorte há o modo S, que deveria indicar um perfil mais esportivo do Accord, mas apenas faz com que ele tenha um comportamento mais linear. Não é mais preciso pisar tanto no acelerador para que ele mova este senhor de quase 5 m de comprimento. Em compensação, o modo S faz com que o câmbio segure as marchas mais do que deveria em trânsito urbano, algo que pode tornar a condução cansativa no anda-e-para nosso de cada dia. Na estrada, onde também recomendamos o modo S, essas esticadas de marcha são menos presentes. E menos incômodas.

Honda Accord EX V6

Com um consumo de 12 km/l em ciclo rodoviário e de 7,8 km/l no urbano, segundo o Conpet, o Accord tem uma classificação C em relação a seus concorrentes e D no geral, o que mostra o quanto o motor V6 fica em desvantagem diante dos motores usados pelos concorrentes. O Ford Fusion, com seus motores 2.0 EcoBoost e sua versão Hybrid, evidencia essa desatualização.

Sem muita agilidade, o Accord acaba sendo um daqueles sedãs que não disfarçam seu tamanho. Além del longo, ele é um bocado largo (1,85 m de largura), o que torna mais difícil manobrá-lo em nossas ruas e vagas estreitas. Leva um tempo até se habituar ao porte do modelo.

Sacadas inteligentes

Honda Accord EX V6

O Accord é, por princípio, um modelo conservador. Sem grandes arroubos de criatividade ou qualquer intenção de reinventar a roda. É difícil destacar algo que apenas ele oferece. Ou que ofereça melhor do que os demais modelos. Talvez o sistema de câmeras que mostra ao motorista o que se passa do lado direito do carro sempre que se dá a seta para uma conversão por ali.

Detalhes do Accord EX V6

Interior

Por dentro, o Honda Accord transmite solidez. O acabamento bem feito e os bancos de couro pareceriam pertencer a modelos mais luxuosos não fosse o estilo normalmente simples e sem firulas dos interiores da Honda. O banco do motorista tem regulagens elétricas e os passageiros do banco de trás contam com saídas de ar próprias, para maior conforto.

Exterior

A nova identidade visual da Honda, com uma larga faixa cromada na grade dianteira, bem que poderia disfarçar que o Accord chegou a sua 10ª geração no exterior há pouco menos de um ano. Mas não consegue. É muito provável que ele só continue à venda como está porque a Honda tenha estoques grandes dele, que precisam terminar antes que se cogite a importação do novo sedã grande. Se é que ele vai ser importado, considerando a baixa demanda por modelos deste porte e segmento. Por R$ 160 mil, os compradores já voltam seus olhos a marcas de luxo, como Audi, BMW e Mercedes-Benz, ou para outros tipos de carroceria.

Equipamentos

Honda Accord EX V6

Calhou de a versão EX V6 do Accord ser a mais bem equipada. Sem opcionais, ela oferece bancos de couro, regulagem elétrica dos bancos dianteiros, 6 airbags, conjunto óptico em LED, câmera de ré, ar-condicionado digital bizona, teto solar elétrico, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, retrovisores elétricos com rebatimento, chave presencial, controle de tração e de estabilidade, assistente de partida em rampa, transmissão automática de 6 marchas, central multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, sensor de chuva e assistente de mudança de faixa para o retrovisor direito, o LaneWatch.

Sob o capô

O V6 3.5 do Accord entrega 280 cv a 6.200 rpm e 34,6 kgfm a 4.900 rpm. Números muito respeitáveis, que poderiam proporcionar uma condução extremamente engajante não fosse o foco maior do carro em conforto, com regulagens que acabam por castrá-lo mais do que seria razoável.

Sobre o preço

Como dissemos logo no comecinho deste texto, o Accord é vendido a R$ 162.500, mas pode ser encontrado por cerca de R$ 150 mil. Não é sempre que se encontra um desconto tão expressivo em um modelo novo. Seria como comprar o Accord seminovo, mas com o gosto de tirá-lo da concessionária. Quem estiver atrás de uma pechincha talvez veja neste sedã a oportunidade de uma vida. Desde que esteja ciente dos pontos fortes e fracos do modelo, que já citamos por aqui.

Ficha técnica

Modelo Honda Accord EX V6
Motor Dianteiro, transversal, de seis cilindros em V, com quatro válvulas por cilindro, comando variável na admissão e no escape, 3.471 cm³
Potência 280 cv  (G) a 6.200 rpm
Torque 34,6 kgfm (G) a 4.900 rpm
Câmbio Automático de 6 marchas
Tração Dianteira
Freios (d/t) Discos ventilados / discos sólidos
Suspensão (d/t) Independente, McPherson / independente, multilink
Dimensões (C/L/A) 4,91 m / 1,85 m / 1,48 m
Entre-eixos 2,78 m
Peso 1.632 kg
Porta-malas 506 litros
Compartilhar

Notícias Recentes

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Saiba agora quanto vale seu carro novo ou usado

  • Hatchback

  • Sedã

  • SUV/Crossover

  • Picape

  • SW/Perua

  • Van/Minivan

  • Cupê

  • Conversível

  • Hibrido/Elétrico

  • Luxo

PUBLICIDADE